O Sesc Campinas promove, entre os dias 30 de julho e 4 de agosto, uma série de atividades que envolve muita música, cinema, dança, teatro e literatura.

Os eventos musicais puxam a fila com as eletrizantes apresentações dos grupos Quatro a Zero e Luísa & os Alquimistas. Enquanto o primeiro lança o seu mais recente álbum, com composições próprias e de Jacob do Bandolim e Radamés Gnatalli, o segundo, apresenta canções que perpassam pelos mais diversos ritmos, transitando entre o rap, o ragga, o reggae, o pop e o tecnobrega.

Sesc Campinas
Luísa & os Alquimistas- créd. Emanuel Coutinho

Já a atração cinematográfica principal da semana é “Joaquim. O longa de Marcelo Gomes retrata os fatos e acontecimentos que levaram Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, de um simples dentista a um importante revolucionário e herói nacional. Para as crianças, haverá a exibição de “Willow – Na Terra da Magia”, de Ron Howard. No filme, um fazendeiro aprendiz de mago e um grande esgrimista saem em uma jornada por uma terra devastada por monstros e pela feitiçaria para salvar a vida de uma pequena princesa.

No teatro, as crianças continuam a ser contempladas com a Trupe DuNavô e seu “Refugo Urbano”, que conta a história de dois palhaços vindos de universos distintos. A partir de um encontro improvável, passam a conviver e a lidar com as suas diferenças.

Na dança, Leandro de Souza e Alex Neoral compartilham a sua arte com o público nos respectivos espetáculos, “Eles Fazem Dança Contemporânea” e “Ferramentas para Muitas Danças”.

Por fim, o autor e educador Plínio Camillo participa do projeto “Roda Literária”, com o seu “Notas do Escurecimento”, onde, a partir da afirmação do escritor, poeta e dramaturgo Luiz Silva “Cuti”, conduz a leitura de trechos de textos e a reflexão sobre a escrita negra na história e na contemporaneidade.

Confira a programação completa:

Dia 30 de julho

Especial Nas Férias: Brinquedos de papelão

Sesc Campinas

Com Lucas Lopes, artista e educador que orienta ateliês e oficinas de Artes Plásticas e Fotografia no programa Fábricas de Cultura. Quem nunca brincou com papelão? E se a brincadeira for criar brinquedos e deixar a imaginação rolar solta?

Dias 30 e 31 de julho, das 15h às 17h
Local: Quiosque do Galpão. Grátis.

Cinema e Vídeo: Willow – Na Terra da Magia 

(Willow | EUA | 1988 | 125 min. | Direção: Ron Howard). Um fazendeiro aprendiz de mago e um grande esgrimista saem em jornada numa terra devastada pela magia e monstros para salvar a vida de uma pequena princesa. De acordo com a profecia, essa bebê pode dar fim ao reinado de uma rainha que atormenta a região.

O evento faz parte do projeto “Outras Infâncias”, que exibe filmes escolhidos em dinâmicas sobre a sétima arte com crianças que participam do Programa Curumim e suas famílias. As películas, que tratam de magia e fantasia nos anos 1980, marcaram a geração da maioria dos pais e responsáveis pelas crianças.

Dia 30 de julho, às 15h. Para crianças a partir de 6 anos.
Local: Teatro. Grátis.
* Retirada de ingressos limitados na Ilha de Atendimento no dia da atividade.

Cinema e Vídeo : Fios da Resistência

(Brasil | 2018 | 15 min | Direção: Larah Camargo). Curta-metragem documental sobre a formação de novas redes de apoio da negritude na internet: como é que grupos do Facebook, canais do Youtube e influenciadores se tornaram uma ferramenta fundamental no processo de ressignificação identitária e estética de pessoas negras. Obra contemplada pelo programa Aluno–Artista da Unicamp.

O evento faz parte do projeto “Curtas Locais”.

Dia 30 de julho, às 19h. 14 anos.
Local: Teatro. Grátis.
* Retirada de ingressos limitados na Ilha de Atendimento no dia da atividade.

Cinema e Vídeo : Joaquim 

(Brasil e Portugal | 2016 | 97 min. | Direção: Marcelo Gomes). A história dos acontecimentos e fatos que levaram Joaquim José da Silva Xavier, um dentista comum de Minas Gerais, a se tornar mais conhecido pela alcunha de Tiradentes, transformando-se em um importante herói nacional e mártir que veio a liderar o levante popular conhecido como “Inconfidência Mineira”.

O evento faz parte do projeto “História das 3 Américas”. Composto por quatro filmes que revisitam a história por meio do cinema, o programa tem a preocupação de delimitar outras visões acerca dos fatos tidos como inquestionáveis pelos historiadores mais tradicionais.

Dia 30 de julho, às 19h30. 16 anos.
Local: Teatro. Grátis.
* Retirada de ingressos limitados na Ilha de Atendimento no dia da atividade.

Dia 31 de julho

Dança : Eles Fazem Dança Contemporânea 

Sesc Campinas
Foto: Tetembua Dandara

Com Leandro de Souza. Uma dança sobre dança. Uma dança sobre nós. Nós que assistimos dança contemporânea. Nós que não entendemos dança contemporânea. Nós que fazemos dança contemporânea. Nós que gostamos de dança contemporânea. Nós que não ligamos para dança contemporânea. Nós que odiamos dança contemporânea. Uma dança gerada a partir das tensões, dos ruídos e dos embates provocados pela presença de corpos-sujeitos-objetos negras e negros nessa arte.

Dia 31 de julho, às 20h
Local: Teatro
Valores: R$ 17
Ingressos à venda no portal sescsp.org.br/campinas e nas bilheterias das unidades.

Dia 1 de agosto

Música: Quatro a Zero 

O grupo apresenta seu quinto CD, com composições próprias e de Jacob do Bandolim e Radamés Gnattali. Com Lucas Casácio, bateria; Eduardo Lobo, violão e guitarra; Danilo Penteado, baixo e Daniel Muller, piano e acordeom.

Dia 1 de agosto, às 20h30. 14 anos.
Local: Teatro
Valores: R$ 17
Ingressos à venda no portal sescsp.org.br/campinas e nas bilheterias das unidades.

Dia 2 de agosto

Idosos : Vem dançar!

Sesc Campinas

Com César Morelli, professor de dança. A proposta traz o método da dança criativa caracterizada pela ausência de padrões de desempenho predeterminados e promove a melhora na mobilidade, orientação espacial, coordenação e equilíbrio.

O evento faz parte do projeto “Corpo e Movimento”.

Dias 2, 9, 16, 23 e 30 de agosto, das 15h às 17h. 18 anos.
Local: Área de Convivência. Grátis.
* Inscrições limitadas na Central de Atendimento a partir do dia 1º/8 para todos os interessados.

Dia 3 de agosto

Dança : Ferramentas para Muitas Danças

Com Alex Neoral e integrantes da Focus Cia. de Dança. Serão compartilhados o trabalho e as vivências que servem como impulsos criativos para as obras da Focus Cia. de Dança, coreografadas por Alex Neoral. Mesclando preparação técnica, movimento no solo, jogos de improvisação e composições coreográficas, o trabalho possibilita que o participante experimente dinâmicas e sensações distintas de movimentos, encontrando afinidades e desafiando suas dificuldades.

Dias 3 e 4 de agosto, às 15h. 16 anos.
Local: Sala de Múltiplo Uso 2. Grátis.
* Inscrições no link http://bit.ly/ferramentasparamuitasdancas.

Música : Luísa & Os Alquimistas

Liderado pela cantora Luísa Nascim, o grupo potiguar apresenta composições dos álbuns Cobra Coral (2016) e Vekanandra (2017) com letras em português, inglês e espanhol e sonoridade pop transitando entre o rap e o reggae.

Dia 3 de agosto, às 16h30. 14 anos.
Local: Galpão Multiuso. Grátis.
* Sem assentos na plateia.

Dia 4 de agosto

Crianças : Refugo Urbano

Com Trupe DuNavô. O espetáculo conta a história de dois palhaços vindos de universos distintos. A partir de um encontro improvável, passam a conviver e lidar com suas diferenças. Pamplona é uma catadora de lixo e Claudius, um lixeiro. Eles se encontram em um canto da cidade, e passam a ter um divertido convívio em meio ao improvável.

O evento faz parte do projeto “Pequeno Espectador”, que conta com uma programação de espetáculos que facilitam e provocam o contato da criança com as artes cênicas. As apresentações primam pela diversidade de formatos, construindo e ampliando o repertório do espectador.

Dia 4 agosto, às 16h. Livre.
Local: Teatro.
Valores: R$ 17
* Ingressos à venda somente nas bilheterias das unidades.
** Crianças com até 12 anos não pagam ingressos, sendo cobrados somente dos acompanhantes.

Literatura: Notas do Escurecimento

Sesc Campinas

Com Plínio Camillo, autor e educador. “A Literatura Negra Brasileira traz também o desafio da primeira pessoa do negro”. A partir da afirmação do escritor, poeta e dramaturgo Luiz Silva “Cuti”, Plínio Camillo conduz a leitura de trechos de textos e a reflexão sobre a escrita negra na história e na contemporaneidade.

O evento faz parte do projeto “Roda Literária”, que se constitui de encontros para a leitura coletiva e troca de referências mediados por um leitor-escritor ou pesquisador convidado a compartilhar impressões ou informações sobre um ou mais livros sugeridos pelo Sesc.

Dia 4 de agosto, das 16h às 18h.
Local: Biblioteca. Grátis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui