Escalar o Monte Everest pela sexta vez e conquistar o cume da maior montanha do mundo pela quarta vez era o plano inicial do alpinista Rodrigo Raineri, ao embarcar para o Nepal no dia 24 de março, quando deu início ao Projeto Everest 2019. Mas uma série de fatores externos levaram o profissional a declarar como encerrada a sua expedição ao Monte Everest.

A falta de higiene na manutenção dos alimentos servidos rendeu ao alpinista vários episódios de intoxicação alimentar que deixaram a saúde do profissional fragilizada. Posterior a isso, Raineri foi acometido pela gripe que está se alastrando pelos acampamentos.

Alpinista Rodrigo

Ao chegar a Pangboche, a 1.300 metros a baixo do acampamento de base do Everest, o profissional sentiu que havia algo de errado com sua saúde. Então Raineri decidiu que acionar o seguro e realizar exames, que contaram que ele estava com pneumonia.

“Quando fui hospitalizado e recebi o diagnóstico de pneumonia, entendi que era hora de encarrar a expedição. Seriam necessários mais dias para me recuperar completamente e eu não teria tempo hábil para recuperar toda a aclimatação que eu já tinha feito. É preciso, além dos limites da montanha, os limites do nosso próprio corpo também”, comenta o alpinista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

seis − um =