Roteiros de férias nem sempre são sinônimo de hotéis caros e aquelas rotas que todo mundo conhece. Muitas vezes experiências divertidas para toda a família podem estar escondidas em cidades que nem imaginamos ter atrações que possam agradar tanto as crianças, quanto jovens e adultos sem precisar desembolsar um valor de resort para que todos tenham programações adequadas. Mas a solução para isso pode estar no destino inesperado da cidade de Jundiaí, no interior de São Paulo.

Recentemente, a cidade foi eleita como o melhor destino de turismo rural de São Paulo, pelo prêmio Top Destinos Turísticos, por escolha e indicação popular. A justificativa? As mais de 300 propriedades que abrigam, entre plantações de uvas, restaurantes, pousadas, trilhas e levam o turista a reviver momentos de contato com a natureza e de reconexão com seu interior, curtindo com a família o que não é mais possível nas grandes cidades, além de ter uma proposta de vivência totalmente diferente de outros roteiros e hotéis.

Uma boa época para aproveitar a cultura jundiaiense é entre a segunda semana de janeiro e primeira de fevereiro, quando acontece a tradicional Festa da Uva, que neste ano está em sua 37ª edição. A festa tem como objetivo comemorar o surgimento da uva Niágara rosada, uma uva tipicamente da região, e que há 85 anos tem sido o motivo de tanto orgulho na cidade. É ela quem provê o sustento dos agricultores através da produção da fruta, e de seus subprodutos como sucos, geleias, pães, vinhos, espumantes. No evento, é possível encontrar os principais produtores reunidos no Parque da Uva, e aproveitar para conhecer um pouco de cada um, além de música dos grupos de tradições italianas. Na entrada na festa, sempre há um grupo de teatro contando a chegada dos imigrantes italianos à região, é imperdível.

Jundiaí

Neste ano, a programação da festa também está focada nas crianças, com brincadeiras ao ar livre como amarelinhas, cirandas, pega-pega. O fato desta edição destacar o universo lúdico da infância tem motivo: a cidade é a primeira do Estado e a segunda no País, logo após Boa Vista, Roraima, a integrar a Rede Latino Americana – Projeto Cidade das Crianças que contempla os programas “Comitê das Crianças” e “Ruas de Brincar” que têm como objetivo a implementação de políticas públicas que valorizam o protagonismo nas tomadas de decisões que reforçam a importância do ato de brincar. A iniciativa é resultado das adesões do Município à rede e ao Instituto Alana. Por isso, para as crianças de idade e de espírito, o convite às brincadeiras está feito.

Jundiaí tem um roteiro interessante para quem gosta de se aventurar, a Serra do Japi está a poucos minutos do centro da cidade e é uma área de Mata preservada com cachoeiras e nascentes, cascatas, mirantes, trilhas. Além da Serra do Japi, há também algumas propriedades particulares na região, também destinadas ao ecoturismo e que recebem grupos para se aventurar em suas trilhas.

Mas os passeios não param por aí, a cidade ainda reserva muitas propriedades rurais para conhecer. São restaurantes, adegas, rotas turísticas, barracas de frutas, artesanato e muito mais. É possível optar por um café colonial em uma das propriedades cercado pela natureza, como é o caso da Villa Brunholi, que também participa da Festa da Uva com as bebidas da sua adega. Mas também é impossível deixar de passar na Adega Maziero, que todo ano tem seu concorrido pão de uva sendo disputado na festa, por isso, se ficar uns dias a mais na cidade, vá até lá e prove diretamente no local. Também não pode deixar de provar a famosa coxinha de queijo, é sempre um atrativo da festa, mas já se tornou patrimônio imaterial da cidade.

Vale a pena se planejar para ficar um final de semana estendido na cidade, assim é possível aproveitar a festa e ainda se programar para almoçar, tomar café da manhã, fazer trilhas e conhecer com calma as belezas de Jundiaí, que tem uma imensidão de belezas naturais guardadas, e uma Festa da Uva tradicional e divertida para a família, com muitos sabores da cidade reunidos em um só local.

Para chegar na cidade, existem algumas maneiras: de carro, para quem vem de São Paulo ou cidades próximas, e até para quem encara pegar uma estrada. Jundiaí tem aeroporto que recebe alguns voos pontuais, então, informe-se na sua cidade, se há algum voo para Jundiaí. Outras alterativas são os ônibus para Jundiaí ou aos finais de semana, para quem quiser incrementar o passeio, ainda há a possibilidade de ir até a Estação da Luz, em São Paulo e embarcar no Expresso Turístico Jundiaí. Um trem turístico que vai até a estação de Jundiaí, e em 2020 completa 10 anos de funcionamento, uma ótima opção de passeio também, mas é preciso se informar sobre horários e compra antecipada de bilhete.Para saber onde se hospedar na cidade, o site da prefeitura de Jundiaí tem uma listagem das pousadas e hotéis para facilitar a sua viagem: turismo.jundiai.sp.gov.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

três − um =