A próxima edição do Esporte #EmCasaComSesc já está com tudo pronto para o próximo domingo, dia 12, às 11h. A série, que conta com transmissões ao vivo realizadas pelo Sesc São Paulo em seu canal no YouTube e Instagram Sesc Ao Vivo, tem o objetivo de compartilhar dicas de treino e promover performances esportivas com atletas, ex-atletas e profissionais do esporte, sempre com a participação de educadores físicos que atuam em diferentes unidades do Sesc em São Paulo. O acesso é gratuito e sem necessidade de cadastro.

Neste domingo, 12 de julho, o convidado é o ex-jogador de futebol Zé Roberto, que no Brasil teve passagens pela Portuguesa, Santos, Flamengo, Grêmio e Palmeiras. A transmissão também conta com a participação de Juliana Roque de Souza, educadora de atividades físicas do Sesc Pinheiros. Ex-atleta e treinadora de futsal universitário, Juliana possui bacharelado e licenciatura em Educação Física pela Universidade de São Pauo (USP) e elaborou o treino junto com o futebolista. Na transmissão, eles apresentam o treino cada um de sua casa, respeitando as políticas de isolamento social.

A carreira profissional de José Roberto da Silva Júnior teve mais de duas décadas e foi marcada por vitórias, títulos e prêmios, dentro e fora do Brasil. Foi revelado na Portuguesa, onde chegou com apenas 16 anos e marcou época como lateral-esquerdo.

Zé Roberto
Foto: @studioscode

eve curtas passagens pelo Real Madrid e Flamengo antes de seguir para a Alemanha, onde consolidou a maior parte da carreira. No Bayer Leverkusen ganhou visibilidade, mas foi com a camisa do Bayern de Munique que teve a fase mais vitoriosa, com 10 títulos.

Enquanto isso, Zé Roberto colocava duas Copas do Mundo no currículo, jogando pela Seleção Brasileira em 1998 e 2006, quando integrou a Seleção do Torneio, eleita pela FIFA. Foram 85 exibições e quatro títulos com a amarelinha.

Em 2006, voltou brevemente ao Brasil, onde defendeu o Santos. Ainda teve fôlego para retornar ao Bayern e jogar mais alguns anos pelo Hamburgo. Em 2011, passou pelo Al Gharafa, do Catar, antes de voltar ao Brasil para atuar com a camisa 10 do Grêmio (RS).

Em 2015, Zé Roberto voltou à sua cidade natal para jogar pelo Palmeiras. Naquele ano, foi capitão do time, eleito o melhor lateral esquerdo do Campeonato Paulista e levantou a taça de campeão da Copa do Brasil. Foi no alviverde que decidiu encerrar a carreira profissional, em 2017. Estava com 43 anos e esbanjando forma física.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui