Inflação da construção civil desacelera em maio, diz FGV

A inflação da construção civil desacelerou em maio deste ano, segundo o INCC (Índice Nacional de Custos da Construção), divulgado nesta segunda-feira (27) pela FGV (Fundação Getulio Vargas). O indicador registrou 0,09% no mês, frente a 0,49% em abril do mesmo ano. De janeiro a maio deste ano, o indicador registrou alta de 1,36%.

Em 12 meses, a alta foi de 4,09%. O INCC é um índice normalmente utilizado na correção dos valores das prestações de financiamentos de imóveis na planta.

No Brasil, 14.680 unidades residenciais foram lançadas no 1º trimestre

Os Indicadores Imobiliários Nacionais 1º Trimestre de 2019, feito pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e o Senai, mostra retomada da construção civil. Os lançamentos apresentaram um aumento de 4,2% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. As vendas também apresentaram um aumento de 9,7% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. 14.680 unidades residenciais foram lançadas no 1º trimestre de 2019.

Stands de vendas prontos

O segundo semestre de 2019 começou aquecido na região de Campinas para o setor imobiliário. Campinas, Sumaré e Hortolândia receberam na primeira semana do mês nada menos que seis lançamentos de prédios residenciais. Os projetos, que estavam engavetados desde janeiro à espera de um bom momento, totalizam 558 unidades e um VGV (Valor Geral de Vendas) de R$ 131,840 milhões.

Locação comercial está mais salgada

Para quem tem imóvel como fonte de renda, a notícia é boa. O valor de locação de salas comerciais registrou forte alta no mês de maio, de acordo com estudo da FIPE-Zap. Com o aumento da procura e a falta de espaços disponíveis, por falta de lançamentos nos últimos anos, o valor pedido pelos proprietários aumentou 0,48%. A alta ainda não foi suficiente para recuperar totalmente a perda acumulada no ano, de -0,05%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

5 × dois =