Por Rebekah Marques

Com origem na Amazônia, o cacau ganha o coração dos brasileiros por originar o tão amado chocolate. O fruto pode desempenhar funções nutricionais e, se consumido de forma consciente, trazer inúmeros benefícios à saúde. A redação da Campinas Cafe conversou com a nutricionista Leandra Giorgetti para saber um pouco mais sobre o fruto.

Cacau
Nutricionista Leandra Giorgetti

Propriedades do cacau

Segundo a profissional, o cacau apresenta substâncias, vitaminas e sais minerais, como cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, zinco, cobre, manganês e selênio, que contribuem para a saúde. “Com efeitos sobre o colesterol, o fruto pode modular o estresse oxidativo, inflamações, além de melhorar as funções das células endoteliais e, consequentemente, das funções cardiovasculares”, explica Giorgetti.

A forma mais comum de consumo do fruto ainda é em forma de chocolate, mas o mesmo pode ser incluído na dieta em forma de pó sobre frutas, por exemplo. Mas, se você não abre mão do chocolate, a opção amarga é a mais benéfica ao organismo. “Além de conter a manteiga de cacau, possui maior concentração do fruto, resultando em um benefício adicional pelo conteúdo de flavonoides”, explica. Para se ter ideia, estudos revelam uma média de 240mg de flavanóis em 40g de chocolate amargo (50 e 70% de cacau), contra apenas 60mg de flavanóis na mesma quantidade de chocolate ao leite. “Na Espanha, as bebidas à base de cacau e chocolate são mais populares que o chocolate em si”, comenta a nutricionista.

Consumo histórico

No século XVI, o cacau e o chocolate eram utilizados pelos europeus como forma de medicamento para combater desordens digestivas, dores de cabeça, inflamações e insônia. Seu consumo era feito de forma isoladamente ou misturado com ervas, plantas ou outros suplementos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui