A mudança de residência em si já é uma atividade trabalhosa, por isso, é preciso se organizar para minimizar imprevistos e dores de cabeça. Uma pesquisa do QuintoAndar, em parceria com a Offerwise, indicou que 73% dos brasileiros passaram a enxergar seus lares de forma diferente por conta da pandemia, sendo que 16,5% trocaram de endereço durante esse período.

O planejamento se torna essencial, e que pode começar cerca de um mês antes, se divide em algumas tarefas importantes como contratar profissionais para realizar a mudança, alterar o endereço para correspondência e desligar a energia elétrica. Confira as dicas do Triider, maior plataforma de serviços gerais do Brasil, para agilizar este processo:

Antes da mudança

Organize o empacotamento: 
Reserve caixas de papelão para a mudança. Normalmente, supermercados e lojas têm esse material para reciclagem. Nesse momento, é possível separar alguns objetos para a doação – aqueles itens guardados há tanto tempo que nem se lembra mais. Feito isso, é preciso ter em mãos caneta para etiquetar todas as caixas e fita crepe para selá-las. Faça o empacotamento cômodo a cômodo, etiquetando as caixas de acordo com o local no qual elas irão ficar. No adesivo, o ideal é escrever o que vai dentro de cada caixa de uma forma mais detalhada, ajudando, assim, no desempacotamento.
Imagem: Divulgação Canva
Faça alças nas caixas: 
Para maior praticidade e rapidez no carregamento, coloque alças em todas as caixas de papelão, inclusive nas mais pesadas, que ajudarão a dar firmeza na hora de carregar. Com um estilete, faça uma abertura nas laterais da caixa em forma de triângulo invertido ou redonda, para caber as mãos.
Use sacos de lixos: 
Algo simples, rápido e que funciona muito bem é usar sacos de lixo para itens leves ou de tecidos como travesseiros, bichos de pelúcia, cobertores, almofadas e lençóis. Os sacos são resistentes e não são difíceis de carregar. Além disso, alguns desses lençóis, toalhas e cobertores podem ser usados para envolver itens de vidro antes de colocá-los na caixa, evitando quebrar peças.
Tire fotos dos cabos e suas conexões: 
Na hora de desligar computadores, TV, aparelho de som e qualquer outro eletroeletrônico da casa, tire fotos de todos os conectores dos fios, algo que facilitará para conectá-los depois.
Meça os móveis e pontos principais da casa nova:
Medir a casa nova ajudará a ter certeza de que os móveis poderão ser colocados lá. Tenha as dimensões até mesmo das entradas para saber quais móveis podem não passar por algumas portas. Marque com fita crepe o local onde colocará cada móvel. Dessa forma, os carregadores saberão exatamente onde pôr os variados itens da casa, de uma forma organizada.
Avise as pessoas sobre a correspondência: 
Algo necessário, e normalmente esquecido, é o aviso sobre o novo endereço. Cartões, faturas e correspondências do banco, plano de saúde, dentre outros, podem ficar parados por algum tempo na antiga caixa de correio, correndo risco de pagar multas por atrasos. Avise todos os estabelecimentos sobre o novo endereço para evitar futuras dores de cabeça.

Entenda a diferença entre frete e transportadora: 
É importante definir de que forma serão transportados os bens. Para isso, é necessário saber quais as opções e a diferença entre elas. Fretes são mudanças de baixo custo de pequenas cargas para localidades no mesmo município ou cidades vizinhas e que contam com um ou dois ajudantes para o carregamento do caminhão. O valor é ajustado previamente e o empacotamento dos itens e demais organizações fica a cargo do contratante. Já as transportadoras realizam desde pequenas mudanças entre locais próximos até grandes mudanças residenciais entre estados, além de disponibilizar pessoal para o empacotamento de todos os itens com o carregamento do caminhão. Nesse caso, o único trabalho do contratante será direcionar as caixas e informar o que é mais sensível ou não.
Solicite o desligamento dos serviços: 

Água, luz, telefone, assinaturas de revistas… Tudo isso deve ser cancelado com antecedência antes de se mudar de casa, já que a maioria das empresas responsáveis por essas demandas pedem um prazo para realizar os cortes e religar as instalações no novo endereço.

Realize os reparos necessários: 
Faça os reparos necessários na casa nova, para que, na hora da mudança de fato, não tenha nenhum problema ou imprevisto. Hoje em dia, com os aplicativos de prestação de serviços ao alcance de um clique, é possível encontrar profissionais competentes e comprometidos para realizar esse tipo de reparo com rapidez, eficiência e segurança;

Durante a mudança

Conte com a ajuda de amigos e familiares: 
Ponha a mão na massa junto com os funcionários do frete e chame, também, amigos e familiares próximos para ajudar nesse processo. Nessas horas, todo apoio é bem-vindo.
Faça uma ronda antes de fechar a casa: 
Dar aquela ronda geral pelo antigo lar no dia da mudança é essencial para garantir que nada está ficando para trás, esses são minutos preciosos para certificar que não está esquecendo nada.

Após a mudança

Vá ao supermercado e abasteça a geladeira: 
Passe no supermercado mais próximo e abasteça a despensa com os produtos básicos do dia a dia. Aproveite também para conhecer o bairro e os principais estabelecimentos que estão por perto.
Desempacote a bagagem aos poucos: 
Com todas as caixas etiquetadas conforme o cômodo, fica muito mais fácil encontrar os objetos de acordo com as necessidades. O mais importante nessa hora é pensar nas prioridades, ou seja, em tudo aquilo que deve estar pronto até o final do dia: banheiros, roupas de cama, utensílios de cozinha, entre outros.
Contrate montadores e instaladores: 
Mobiliário e equipamentos, como ar-condicionado, devem ser priorizados nessa etapa, para que você possa guardar as coisas o quanto antes. Então, não perca tempo: pegue o seu celular e chame um profissional para fazer todas as instalações necessárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui