Por Carla Bianco                 

carla Bianco fala sobre tapetes
             @cacabianco

Tapetes trazem conforto e aconchego ao lar. Delimitam ambientes e facilitam na hora de posicionar os móveis. É sempre importante pensar no tipo de tapete de acordo com a necessidade e uso que ele terá no cômodo. Deve-se levar em conta em qual ambiente da casa a peça será colocada e como é a rotina da família. Isso pode determinar, por exemplo, se a peça tem que ser mais resistente, macia ou mais fácil de limpar.

Em geral, são divididos em duas linhas, a feita à mão, com itens exclusivos e que precisam de cuidados especiais na hora da  limpeza, e as feitas à máquina, que também possuem excelente qualidade e são indicadas para o dia a dia.

Supercoloridos, sobrepostos, em dupla, na parede e na área externa, são formas mais atuais de colocar os tapetes nos ambientes.

Ao invés de um único tapete no ambiente, dois ou mais fazem uma bela sobreposição. O resultado é super atual! Além de dar um ar moderno ao décor, cria uma composição única, deixando o espaço personalizado. É também uma ótima solução para quem quer usar os tapetes que gosta, mas tem um só ambiente para colocá-los.

Tapetes

Medidas e formatos

O tapete pode ser um limitador do ambiente, no entanto, é preciso atenção ao estabelecer a medida ideal. No caso das salas de estar ou TV, o correto é que o tapete esteja cerca de 20 cm ou mais abaixo de cada um dos móveis que compõem o ambiente. Em espaços de circulação onde não existem móveis, como os como corredores, deve-se preservar pelo menos 20 cm para se ver o piso existente em todos os lados.

Em tempos de liberdade na decoração não há regras quanto ao formato do tapete. Mesmo assim, ambientes clássicos ainda dão preferência aos modelos quadrados. Querendo ousar um pouco, opte por um redondo ou um modelo um pouco menor deslocado da composição dos móveis, contanto que o modelo escolhido seja uma peça digna de chamar a atenção.

O padrão também deve ser pensado em conjunto com as texturas, estampas ou cores existentes na decoração. Em alguns casos, o amor pela estampa do tapete é tão forte que o projeto se desenvolve a partir dele, mas no geral, a escolha desta estampa é um dos últimos itens a serem definidos. Sendo assim, leve em conta as cores e os temas escolhidos para o ambiente na hora de optar por um modelo Kilim, Aubusson ou Rústico.

Regra Básica de Combinação

E se mesmo com todos esses cuidados o tapete parecer destoar do restante da decoração? A dica é combinar o tapete com almofadas. Aliás, mesmo se o conjunto estiver harmonioso, você consegue realçar ainda mais escolhendo almofadas com padrões ou cores semelhantes ao tapete. Cuidar com carinho desses complementos é a garantia de um ambiente digno de revista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

um × 2 =