Fechado pela primeira vez na história desde meados de março, o Santuário de Lourdes (França), em comemoração ao aniversário da 18ª e última aparição da Virgem Maria, realizará nesta quinta-feira (16), uma live com 15 horas de duração. Uma e-peregrinação para todo o mundo, diretamente da Gruta das Aparições. Evento foi uma maneira de reunir os fiéis e levantar recursos para manter o local que recebe anualmente mais de 6 milhões de visitantes. Santuário Internacional de Lourdes

A programação terá celebrações do rosário, missas, depoimentos, narrativa sobre a última aparição e um programa de TV especial transmitido direto da gruta. Serão 15 horas diretas de live em 10 línguas, inclusive português. Personalidades religiosas e civis irão participar da celebração, incluindo alguns brasileiros. Imagens exclusivas também serão exibidas e o público poderá desvendar um pouco mais este local sagrado.

A primeira aparição em Lourdes é datada de 11 de fevereiro de 1858. Acompanhado por sua irmã e um amigo, Bernadette Soubirous, de 14 anos de idade, vai a Massabielle, ao longo do Gave, buscar lenha para sua família. Tirando as meias para atravessar o riacho próximo, ela ouve um barulho que parecia um vendaval e olha para dentro da Gruta às margens. Esse é o momento da primeira aparição. Ela vê uma senhora vestida de branco, com um véu branco também, um cinto azul e uma rosa amarela em cada pé. Bernadette faz o sinal da cruz e recita o rosário com a senhora. A oração termina e a senhora desaparece de repente.

Santuário Internacional de Lourdes

A cidade é reconhecida mundialmente pelas aparições, e desde então, virou um dos maiores centros de peregrinação. É a segunda cidade francesa mais visitada depois de Paris. Lourdes, um centro de peregrinação internacional, mobiliza quase 100 mil voluntários para acolher anualmente milhões de peregrinos e visitantes de todo o mundo, incluindo mais de 50 mil pessoas doentes e deficientes.  A e-peregrinação “Lourdes United” reunirá todos aqueles que, nos quatro cantos do mundo, vêem Lourdes como um farol de fé, compromisso, partilha e esperança. O mundo enfrenta uma crise econômica e social sem precedentes, aliada a uma busca de significado. A fraternidade, a generosidade e a esperança que o Santuário carrega há 162 anos nunca foi tão essencial. Em Lourdes, os pobres, os frágeis, os doentes e os deficientes têm o primeiro lugar.

Lourdes unida face à crise

Os capelães do Santuário de Lourdes sempre trouxeram a oração à Gruta, e ainda mais durante a crise global que estamos vivendo. Centenas de milhares de mensagens, gritos de ajuda, gritos de sofrimento, mas também testemunhos de esperança continuam a chegar a Lourdes.

Fechado há mais de dois meses pela primeira vez na sua história, o Santuário teve todas as peregrinações canceladas. Apesar da sua reabertura parcial, o Santuário só pode acolher um número muito limitado de peregrinos, de acordo com um protocolo sanitário rigoroso.

Lourdes sem peregrinos é uma Lourdes sem recursos para levar a cabo a sua missão, para manter todo o local, para garantir a sua durabilidade e os empregos dos seus 320 empregados. O Santuário espera uma perda histórica de 8 milhões de euros. Além disso, quase todo o setor financeiro de Lourdes está em imensa dificuldade.

Perante uma situação sem precedentes, uma iniciativa sem precedentes: a e-peregrinação “Lourdes United”. Junte-se a milhares de pelegrinos pelo mundo no dia 16 de julho. O Santuário apelará à generosidade de todos aqueles que desejem ajudar Lourdes a continuar o seu trabalho. Santuário Internacional de Lourdes

Saiba mais no site: lourdes-united.org

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui