Segunda maior região metropolitana do Estado de São Paulo em população, com mais de 3,2 milhões de habitantes, de acordo com estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2018, a Região Metropolitana de Campinas (RMC) é responsável por 8,75% do Produto Interno Bruto (PIB) paulista, o que significa mais de R$ 105 bilhões de geração de riqueza.
A riqueza da região, boa infraestrutura, concentração de multinacionais, universidades e centros de pesquisas contribuem para dinamizar e impulsionar o mercado imobiliário.

RMC responde por 10% de projetos

Do total de projeto protocolados neste ano no Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais do Estado de São Paulo (Graprohab), pedindo a liberação de lançamentos de imóveis e loteamentos, 10% são para lançamentos na RMC, com Campinas puxando os números.

Segundo os dados divulgados pelo órgão estadual, dos pedidos em análise 15% são referentes a projetos de apartamentos e 7% para novos loteamentos, que devem chegar ao mercado nos próximos meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

5 − um =