Concebido para agregar qualidade de vida e conforto para as famílias dos moradores e seus visitantes, o projeto de arquitetura do clube do condomínio Residencial Tamboré Jaguariúna, um empreendimento da QOPP Incorporadora, de Campinas (SP) e a Tegra, acaba de ser premiado pela Rethinking The Future, na categoria Sports e Recreation Built.

Assinado pelo FGMF Arquitetos, liderado por Fernando Forte, Lourenço Gimenes e Rodrigo Marcondes Ferraz, o Clube Tamboré Jaguariúna possui um terreno de 3.874m² e 1.448m² em área construída. O projeto incorpora o declive do terreno, com um acesso elevado e descortinamento do lago oposto como uma surpresa aos visitantes.

Tamboré Jaguariúna

Sobre três módulos fechados e condicionados, com brises tubulares brancos, há uma grande cobertura com forro de madeira, que proporciona condições ideais de conforto térmico. Espaços sobre esses módulos e sob a coberturas funcionam como amplas varandas ventiladas e espaços com pés direito entre os espaços fechados são  tratados com decks de madeira e vegetação.

Além de uma bela paisagem e espaços abertos e fechados, o condomínio fechado dispõe de salão de festas, sala de fitness, brinquedoteca, espaços de serviços e vestiários, salão de jogos, SPA, piscinas, quadras esportivas e ampla área de convivência externa como solários e varandas que valoriza a implantação proposta.

“Foi um prazer para nós realizar o projeto do clube Tamboré Jaguariúna, pois foi uma grande oportunidade para colocar em prática conceitos de ocupação do espaço, conforto térmico e relação com entorno. De certa forma o clube Jaguariúna sintetiza questões que estávamos discutindo em projetos diferentes, em uma só oportunidade, em uma escala muito interessante de trabalho. Ficamos muito satisfeitos com o resultado final”, afirma Fernando Forte

A Rethinking The Future é considerado um dos principais portais de arquitetura, construção e design do mundo, com sede na Inglaterra e filiais ao redor do mundo, destinado a profissionais de arquitetura, urbanismo e construção. O prêmio existe há mais de 50 anos, com a proposta de reconhecer talentos e trabalhos que se destaquem pela excelência, funcionalidade e um olhar para a sustentabilidade.

Neste ano, o prêmio teve 442 projetos inscritos, oriundos de 40 países. Eles foram divididos em várias categorias, como arquitetura, paisagismo, design urbano, design de produto e de interiores categorias de concepção. O case do Tamboré Jaguariúna foi eleito pelos jurados internacionais na categoria Sports e Recreation, entre os projetos já concluídos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

cinco × 1 =