Por Carla Bianco

@cacabianco
              @cacabianco

A vontade de trazer a natureza para dentro de casa fala cada vez mais alto. É impossível negar a influência positiva das plantas sobre as pessoas e os espaços em que vivem.

Não só pela decoração, elas purificam o ambiente e trazem um pouco de sustentabilidade para locais mais urbanos.

E se você acha que não é possível cultivar plantas dentro de casa, engana-se. É possível, sim, criar um jardim cheio de plantinhas felizes nos mais diversos cenários: inclusive nos apês que não recebem tanta luz ou não tem muito espaço disponível. Veja!

Espécies adequadas

Ter sol direto dentro de casa é um privilégio para poucos, por isso as plantas que mais indicamos são as de meia-sombra – que só precisam de luz difusa. Entre elas estão: filodendros, columéias, antúrios, samambaias, begônias, zamioculcas, lança de São Jorge, orquídeas, cactos, suculentas entre outras.

Se você acha que não é possível cultivar plantas dentro de casa, engana-se. É possível, sim, criar um jardim cheio de plantinhas felizes nos mais diversos cenários (Foto: divulgação)
Desafio

O erro mais comum no cultivo das plantas está relacionado diretamente à frequência das regas.  A quantidade  varia de acordo com a espécie, a época do ano e o local de cultivo. Uma boa maneira de descobrir a periodicidade ideal é afundar um pouco o dedo na terra. Se ainda estiver úmida, espere mais uns dias. Caso esteja seca, é sinal de que chegou a hora de regar. Lembre-se de que isso não se aplica aos cactos, que adoram solo seco, e que a água deve ser colocada sempre na terra, não sobre as folhas.

Como fazer?

Para obter um solo bem drenado e bom para o cultivo de grande parte das espécies, misture duas partes de areia para uma parte de terra. E evite deixar a terra encharcada, porque a umidade excessiva apodrece as raízes. Para proporcionar um crescimento por igual, vire o vaso de tempos em tempos. Também é importante não mudar os vasos de lugar. Se for realmente preciso, faça isso de forma lenta e gradual, para que a espécie consiga se adaptar novamente. Uma mudança repentina pode ocasionar uma queda drástica de folhas. Crie o hábito de passar um pano úmido nas folhas para retirar o pó e deixá-las mais bonitas. Ao descartar uma folha ou um galho seco, passe um pouco de canela em pó no local do corte. O ingrediente é um cicatrizante natural e impede a entrada de fungos e doenças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui