Publicidade

Por Rebeca Pedrosa

Pet no trabalho
Psicóloga Katherine Rondini Vicentim

Latidos e miados ecoam pelas salas de escritório. Bolinhas de tênis voam pelos corredores. Esse é o cenário de uma empresa pet friendly. Permitir que os funcionários levem seus pets para o trabalho é uma das mais novas regras adotadas por empresas que procuram um ambiente mais calmo e descontraído.  Segundo a psicóloga Katherine Rondini Vicentim, a presença dos animais nesses locais dá uma sensação de aconchego. “Animais domésticos são como crianças. Trazem felicidade, promovem a distração e um clima familiar”, acrescenta.

Pense no seu pet!

Antes de levar o animal ao trabalho, é preciso lembrar que ele é um ser vivo e que possui necessidades e atenção. Não se esqueça: ao ajudar a melhorar o ambiente, o pet pode ficar extremamente estressado. Por isso, a veterinária Liliane Soalheiro separou alguns cuidados necessários antes de levar o seu animal de estimação ao trabalho:

– O pet precisa estar com as vacinas em dia, assim como a vermifugação;

– Se o animal ainda é um filhote (menos de seis meses) é aconselhável conversar com um veterinário antes de tomar alguma decisão;

– O ambiente deve ser seguro e calmo (principalmente para os gatos). As janelas devem ter telas e rotas de fugas bloqueadas. Além disso, os locais devem estar preparados para receber urina e fezes;

-A água deve ser limpa, de preferência filtrada, e a alimentação deve ser a mesma fornecida em casa e no horário que o pet está acostumado.

Em relação aos gatos, a veterinária aconselha a não leva-los para fora de casa. “Eles se estressam demais por serem animais rotineiros”, explica. Mas, caso você deseje mesmo assim, certifique-se de que o local esteja seguro e que possua ambientes “gatificados” com tocas (caixas de papelão), prateleiras para subirem e bolinhas de papel para caçarem.

Pet no trabalho

Para a sua empresa ser pet friendly, lembre-se de:

– Abrir espaço para essa transformação no ambiente de trabalho, é necessário que todos sejam consultados, tanto de forma privada quando coletiva;

– Tenha um regulamento interno a fim de evitar problemas no ambiente de trabalho;

– Exija que o Pet seja treinado ou que seja sociável;

– Relacione os tipos de pets que serão aceitos na empresa.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

três × quatro =