Com o intuito de direcionar artistas em ascensão para o mercado da arte, o Coletivo Permanente é uma exposição de obras que acontecerá do dia 20 de setembro ao 2 de novembro em Campinas. Com curadoria da marchand e galerista Livia Doblas, que está há mais de 10 anos no mercado, a mostra reúne 13 artistas da região, que têm trabalhos incríveis e inusitados, mas ainda não tão conhecidos.

artistas da região
Gabriel Reis

“O diferencial do Coletivo é a diversidade que corre entre as obras e seus autores. Temos artistas entre 19 e 72 anos, sendo alguns autodidatas e outros com doutorado em artes visuais, mas que em comum representam bem a nossa região e todos com muita afinidade para este projeto”, afirma Livia. Os nomes que estarão presentes na exposição são: Afranio Raposo, Cinthia Picelli, Fernanda Carvalho, Gabriel Madeira Reis, Giselle Freitas Eler, Guizann, Jean Araújo, Krys Potter, Leo Rodrigues, Luísa Libardi, Luiz Carlos Branco, Marilene Laubenstein e Rafael Scheibe. Além disso, um grafite será produzido pelo artista Gusta Vincentini, na fachada do evento.

artistas da região
Leonardo Rodrigues

Livia percebe a necessidade existente no mercado da arte de direcionar esses artistas, já que alguns não encontram espaço para expor e vender suas obras, e em geral têm dúvidas básicas de como abordar profissionais do ramo, precificar suas obras e qual a melhor forma de promover e divulgar seu trabalho. Mesmo tendo seu trabalho voltado para o mercado secundário, ou seja, obras de artistas consagrados que já rodaram entre colecionadores, leilões e galerias de arte, sua ideia nesse momento é descobrir e explorar o mercado primário, conhecendo os anseios desses artistas ainda sem vícios de comercialização. “Foram mais de mil mensagens e envios de imagens de artistas querendo um parecer ou avaliação dos seus trabalhos. O critério que escolhi para a seleção foi a qualidade técnica ou conceitual das obras”, conta a marchand.

artistas da região
Jean Araújo

As obras apresentam estilos diversos e surpreendentes, desde retratos de moradores de rua em papelões até obras que iludem o olhar do espectador criando movimento e mudança de cores. São obras tanto figurativas quanto abstratas em diversos técnicas como acrílica e óleo sobre tela, aquarelas, desenhos, fotografias, colagens e técnicas mistas. Serão expostos trabalhos com valores mais acessíveis, variando de 450 reais a 6.000 de acordo com técnica, formato e montagem.

Serviço: 

Coletivo Permanente – Exposição de Obras de Arte
Data: 20 de setembro a 2 de novembro
Local: av. Dr. Jesuíno Marcondes Machado, 1612, Nova Campinas, Campinas
Entrada: gratuita

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

oito − 1 =