Publicidade

Dinâmicos, divertidos e indicados para todas as idades, os esportes de raquete estão no topo da lista de completos e com benefícios à saúde. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), baseada em um estudo realizado pela “British Journal of Sports Medicine”, especializado em medicina esportiva, modalidades como tênis, squash, badminton e beach tênis, são consideradas fontes naturais de longevidade. Além de contribuírem para as condições de bem-estar mental, elas fortalecem a saúde do coração e da pressão arterial, por melhorar o fluxo sangúineo, e são responsáveis por proporcionar benefícios às vias respiratórias, com a entrada e saída de ar que circula melhor por todo o corpo. Aos que buscam queima de gordura, eles também estão no ranking e, de quebra, garantem agilidade, flexibilidade e coordenação motora a seus praticantes. “O Beach Tennis e o Padel não determinam uma idade para iniciar e o atleta não precisa saber praticar esportes semelhantes para conseguir. Apenas a vontade que é determinante. Vontade de mudar sua vida, se reinventar, conhecer novas pessoas, alinhar saúde e bem-estar!”, explica a Gerente Comercial da Adidas Beach Tennis, Rosiane larrosse Maia. Conheça cinco modalidades que vão além do tradicional tênis!

Esportes de raquete

  • Squash: por ter quadra reduzida em relação ao tênis, o squash, cobra condicionamento físico dos praticantes, afinal, a bolinha não para. Podendo utilizar todas as paredes, o jogo é de alta intensidade.
  • Beach Tênis: por ser praticado na areia, ao ar livre ou à beira-mar, a modalidade também garante fortalecimento de coxa e panturrilha.
  • Badminton: um dos esportes mais adorados nos países asiáticos, ele não requer bolinha. A protagonista é a peteca, que deve ser arremassada sobre a rede com a raquete, em uma mistura de tênis e vôlei.
  • Frescobol: considerado irmão do beach tennis, o frescobol é mais uma atividade de lazer do que um esporte. Exige entrosamento entre os participantes, para que as jogadas sejam rápidas e intensas.
  • Padel: Disputado em dupla e em uma mini quadra de tênis adaptada, o padle tem regras diferentes do tênis e também no equipamento. A raquete, por exemplo, é menor, o que facilita a prática para iniciantes.
Publicidade