Publicidade

A música é universal. Dos grandes filósofos aos que nunca tocaram em um livro, esse tipo de arte sempre esteve presente no cotidiano, independente de região, escolaridade ou, até mesmo, nível social. Ela transborda vida, ensinamentos e conversa de forma singular com cada ouvinte. E, além de tudo, possui a capacidade de unir povos e culturas distintas através das experiências de shows. Mas, esse cenário deve se manter após a pandemia?

Para a cantora Roberta Miranda, a música tem um papel fundamental, principalmente, neste momento, em que a maioria das pessoas está em casa. “Como não podemos nos abraçar, ela tem o poder de nos conectar e de nos sentirmos unidos e abraçados de alguma forma”, explica.

Desde que os primeiros casos da covid-19 apareceram no Brasil, diversas famílias se isolaram em suas casas, e o entretenimento diversificado foi essencial para garantir o confinamento. Neste quesito, a internet permitiu a descontração através de lives, ou seja, vídeos ao vivo que permitem a interatividade do público, semelhante aos shows convencionais.

Mudança em pandemia

De acordo com um levantamento do “Data SIM”, realizado em março, mais de oito mil shows presenciais foram cancelados ou adiados em 21 estados do país neste ano. Por isso, as lives entraram em cena e transformam o cenário do entretenimento. As redes sociais, como Youtube, Facebook e Instagram, recebem diariamente diferentes performances de artistas.

Para a dupla Thaeme e Thiago, as lives são importantes para manter a interação dos shows, que devem acontecer por um tempo, além de ajudar os fãs durante os dias de confinamento. “É emocionante ver como o ser humano se supera e se une a cada adversidade. E, para nós, é uma honra fazer parte desse cenário e ajudar a quem mais precisa”, explica a cantora. “Além disso, essa é também uma forma de matarmos as saudades dos palcos e do nosso público, interagindo sempre com eles”, completa Thiago.

Para o psicólogo Renan Molina, as lives permitem que os cantores se tornem fonte de inspiração e identificação com o comportamento de isolamento durante a pandemia. “Isso contribui para a distração e amplitude da conscientização diante deste momento”. A dica do psicólogo é efetuar vídeo chamadas durante os shows para conversar com amigos e estabelecer um novo meio de interação social.

Panorama das lives

Durante os 23 primeiros dias do mês de maio, mais de 180 vídeos ao vivo de artistas famosos foram computados pela redação da Campinas Cafe. Do sertanejo ao rock, artistas de diferentes gêneros musicais apareceram nas telinhas. Confira alguns destaques:

Sertanejo

O estilo musical está no topo da lista das lives brasileiras.
Foram os cantores sertanejos que deram outra cara aos vídeos ao vivo e transformaram suas casas em cenários profissionais para shows.

sertanejo e importância das lives
Thaeme & Thiago; Roberta Miranda

MPB

Artistas consagrados da Música Popular Brasileira entraram para o time das lives e deixaram os fãs muito felizes durante os dias de confinamento.

importância das lives lulu santos

Samba

Os reis do estilo brasileiro estiveram presentes para alegrar os internautas.

zeca pagodinho

Festivais

Os que esperavam pelos grandes festivais, como Lollapalooza e VillaMix, puderam se contentar com a versão online dos shows. Tanto o evento indie quanto o sertanejo reuniram grandes nomes dos estilos nos canais do Youtube.

Shows em casa

No início do isolamento social, os vídeos ao vivo produzidos pelos músicos seguiam a mesma regra: em um cômodo de casa, o artista gravava suas letras enquanto lia os comentários dos fãs, sem nenhuma exigência técnica profissional. Porém, as lives sertanejas levaram a tendência para outro formato, até mais próximos de um show, através de estrutura de filmagem com câmeras profissionais, iluminação, cenografia e patrocínio. “Precisei me adaptar e me reinventar para este novo formato das lives. Fizemos a primeira em maio e alcançamos resultados muito bons, tanto de visualizações, quanto de arrecadações. Ficou aquele gostinho de quero mais e, por isso, já estamos organizando mais dois shows virtuais”, explica Roberta Miranda. A cantora sertaneja utilizou o evento online para ajudar famílias necessitadas durante a crise do coronavírus.

De acordo com Thiago, da dupla sertaneja Thaeme & Thiago, as lives transformam a relação do entretenimento com o público. “O mercado da música e a forma de consumir essa arte mudou muito ao longo do tempo, principalmente, nos últimos anos. As lives já existem há algum tempo, mas só agora, infelizmente por causa da pandemia, se popularizaram. Acredito que isso irá permanecer e essa será mais uma ferramenta para divulgarmos nosso trabalho”, conta.


Música com propósito

Além de ter um alcance recorde, os shows em casa também inspiraram um propósito solidário. Se o público não necessita pagar ingressos para o show online, o dinheiro poderia ser destinado a ajudar aqueles que precisam. E foi exatamente o que muitos artistas brasileiros fizeram. Confira os shows com maiores arrecadações dos últimos meses:

Untitled 2

 

 

 

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui