A pandemia trouxe um novo desafio para os pais: com a quarentena, o dia a dia ganhou um novo formato, sem escola ou atividades extracurriculares e, até mesmo, a ausência de contato com outras crianças. De acordo com a psicóloga do Hospital São Francisco de Mogi Guaçu, Samantha Nobre, assim como para os adultos, é importante que a criança tenha a sua rotina. “É essencial que elas acordem no horário costumeiro e realizem as tarefas, como leitura e música, além de seguir o horário das refeições, sono, atividades físicas, brincadeiras e ócio também”, explica.

Samantha Nobre psicóloga do Hospital São Francisco de Mogi Guaçu
Samantha Nobre psicóloga do Hospital São Francisco de Mogi Guaçu

Contadores de histórias

Quando se fala de entretenimento para os pequenos, as opções parecem ficar limitadas a atividades como jogos de tabuleiro, filmes e desenhos animados. Mas, com um pouco de criatividade é possível pensar em novas formas de diversão. Nesse período, por exemplo, diferentes sites e redes sociais surgiram para inovar o brincar. Entre eles estão os contadores de histórias da Associação Viva e Deixe Viver, responsáveis por entreter as crianças pela internet durante quarentena.

Crianças em casa
Luiz Forti e Maira Matsui

Segundo a diretora executiva da Viva e Deixe Viver, Luciana Bernardo, o objetivo do projeto é levar informações importantes sobre o isolamento social de maneira lúdica, sem assustar os pequenos, além de promover o intercâmbio de experiências. “Além das crianças escutarem as histórias de maneira concentrada, a experiência permite a interação, o que diminui a ansiedade”, conta.

E tudo é calculado. A diretora executiva explica que os temas abordados são bastante variados e incluem músicas, dicas de prevenção do coronavírus, a importância da higienização correta das mãos e do comer de forma saudável, além de histórias que enfatizam valores humanos como: amizade, afeto, atenção, compaixão, etc. “As histórias são escolhidas pelos próprios voluntários e passam por uma triagem da Associação. Os contadores de histórias também encontram uma extensa relação de livros separados por faixa etária, título, editora e autor no site Bisbilhotecaviva”, completa.

DICAS: Além desse projeto, outros nomes também podem contribuir para inovar esse novo formato de rotina, como:

– @carollevy;
– @camila.genaro;
– @fafaconta;
– @maequele.

Outras formas de aprender

Além dos contadores de histórias, é importante que os pais adicionem atividades diversas na rotina das crianças. Por isso, a redação da Campinas Cafe selecionou três sugestões de entretenimento que também podem ser educativas. Confira!

  • De volta aos anos 80

Que tal resgatar os jogos da sua infância? Amarelinha, saquinho de arroz, stop, teatro das sombras ou caça ao tesouro podem ser alternativas de entretenimento para seus filhos, que ajudam a mostrar a importância de viver no mundo offline, de forma educativa.

  • Filmes e livros em inglês

Que tal eleger aqueles livros e filmes que o seu filho já conhece e gosta da história para treinar o inglês? Quando o enredo é conhecido para os pequenos, colocar o filme em outro idioma pode o ajudar a assimilar palavras e contextos de forma mais fácil, além de contribuir no treino da fluência!

  • Do it yourself

O “DIY”, ou melhor, “faça você mesmo” também contribui para passar o tempo de forma criativa e lúdica e, de quebra, estimula talentos da criança. Customizar alguma peça de roupa, pintar um quadro, fazer massinha de modelar caseira ou criar um enfeite para a casa com recicláveis podem ser sugestões para sair do clichê. Para se inspirar, busque dicas de “diy com crianças” no Pinterest e mergulhe em uma infinidade de opções!

DICA: Massinha caseira

É simples e, provavelmente, você terá os ingredientes em casa. Você vai precisar de:

  • 4 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 xícara (chá) de sal
  • 1½ xícara (chá) de água
  • 1 colher (sopa) de óleo (soja, girassol, ou outro comestível)
  • Corante comestível de cores variadas

Modo de preparo:

Misture os ingredientes e, por último, coloque o corante da cor que preferir. Vale testar novos tons com a mistura dos corantes. Ah, e para deixar a brincadeira mais divertida, encontre brinquedos ou utensílios que ajudem a dar formas e criar histórias, como rolo de macarrão, espremedor de batata e espátulas de silicone. Conduza a brincadeira e crie desafios como representar com a massinha o desenho favorito da criança!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui