Publicidade
Mestre em Reike e Karuna Reike, Luís A. Delgado.

Já pensou em aprender sobre a técnica da meditação? Para o ganhador do prêmio “Personalidade 2015” na categoria Arte Literária pela Academia de Artes de Cabo Frio-RJ – ARTPOP, e vencedor de “Melhor Romancista” do prêmio Clarice Lispector de Literatura, oferecido pela Editora Comunicação em 2015, Luís A. Delgado, aprender meditar é necessário.

Além de ser sócio correspondente na Associação dos Diplomados da Academia Brasileira de Letras e Mestre em Reiki e Karuna Reiki, com o mais alto título que um profissional do Reiki pode ter, Luís é autor da série de livretos “Janelas da Alma”, disponíveis na Amazon, onde aborda temas relacionados a autoconhecimento, meditação e espiritualidade.

Segundo o autor, o cansaço do cotidiano existe e, por isso, aprender a meditar é mais do que essencial. “Eu não preciso olhar nos seus olhos para ver o cansaço. É natural que se sinta cansada, que já tenha se perguntado até quando vai aguentar, muito embora essas situações se repitam tanto. A essa altura, você e eu já percebemos que quase sempre o sono não tem sido suficiente ou as férias. Precisamos de algo mais, algo que só nós podemos conceder a nós mesmos, prático, que não traga mais dores de cabeça, que não exija sacrifícios ou venha de uma autoridade”, explica o especialista.

De acordo com ele, não é necessário abandonar a vida atual e optar por morar nas montanhas para se ter paz. “Tampouco é preciso uma viagem ou mesmo décadas num templo ou floresta. A vida seria injusta se exigisse tais termos de todos indistintamente, não acha? Talvez a ideia de uns dias no sítio a apavore, e não há nada de errado nisso também. Você precisa de paz mental, todos nós precisamos. Temos de encontrá-la em meio ao nosso caos particular. Então, eu venho até você com uma palavra que não é nova – meditação”, conta Delgado.

O que é meditação?

Segundo o especialista, somos todos arrastados por nossos pensamentos. “Na tela da mente, eles vêm e vão o dia todo, incessantemente. E esse sequer é o problema, a questão está mais ligada à nossa identificação com eles. Nós nos agarramos quando eles passam, sejam bons ou ruins, porque são todos muito sedutores. Há muita força neles e, por toda uma vida, construímos nosso dia a dia e relações usando do pensamento. Criamos um vício e acabamos perdidos nesse labirinto sem fim. E há muito a se entender sobre isso, sobre como há crenças e construções dentro de nós que desconhecemos e que moldam nossas vidas mesmo assim. Meditar é sobre construir novamente nossa primeira liberdade, colocar a mente no seu devido lugar. Ser imune às suas marés. Estar tão atento e livre que mesmo um caminhar será uma meditação, porque já se alcançou o ponto maior que é o estado meditativo. Porém, calma! Essa é outra história”, conta o Mestre em Reiki.

Aprenda 

Confira 5 passos para começar a meditar sem grandes questões e propósitos.

  1. Encontre um lugar com luminosidade baixa, longe do smartphone, ou o coloque em modo avião e sem volume;
  2. Sente-se confortavelmente, com as costas apoiadas em algo, não precisa estar com a coluna ereta, pois a ideia é, sobretudo, relaxar;
  3. Traga a sua atenção totalmente para a respiração. Caso a atenção saia e volte aos pensamentos, lembranças, tudo bem, apenas puxe-a de volta.
  4. Perceba como o ar entra, faz uma pausa, sai, outra pausa, e tudo se repete. Os músculos ficando mais leves à medida que passa mais tempo nesse estado;
  5. Encerre quando sentir que deve. E, ao fazer isso, seja calmo. Abra lentamente os olhos, depois permaneça um tempo ainda sentado, até que seu corpo retome o ritmo. Enquanto isso, desfrute da tranquilidade que se proporcionou.

“Nos instantes em que conseguiu tirar sua atenção das amarras da mente, você experimentou um estado extremamente rico, pra não dizer raríssimo. Continue a realizar esses 5 simples passos quando puder, sem expectativas ou cobranças”. Então, segundo Luís, você não apenas perceberá como a exaustão se reduz, mas que também a clareza mental tende a aumentar junto com o seu bem-estar. “Com o tempo, não verá mais o mundo como antes, ele parecerá mais fresco, belo e agradável. Alcançar esse estado vai ficando mais fácil, enquanto novas pétalas surgem dentro de seu ser, é algo que desabrocha ali – a flor que você tem se recusado a ser, e sem a qual o mundo era tão pobre”, finaliza.

Terapias holísticas

De acordo com o especialista, quando se fala em Meditação, é muito comum as pessoas imediatamente pensarem em Ioga, muitas até se perguntam se não se trata da mesma prática. “E houve de fato tempos em que a Meditação estava restrita a círculos religiosos, místicos, filosóficos, entre outros. No entanto, com o tempo a prática se libertou e, hoje, embora ainda se pratique Meditação dentro do Ioga, do Zen Budismo, do Reiki e tantos mais, você pode meditar sem fazer parte de uma religião ou mesmo de um sistema”, conta.

Delgado ainda explica que o mais importante é saber que as muitas práticas pertencentes ao campo da Holística, também conhecidas como terapias integrativas, podem ser combinadas. “Nunca uma exclui a outra. Uma pessoa pode praticar Meditação dentro do Reiki e ao mesmo tempo dentro do Ioga. Eu, por exemplo, entrei em contato com a Meditação quando comecei meu caminho com o Reiki há mais de dez anos e, até completar meu mestrado em dois sistemas, meditei usando técnicas ensinadas por Osho, outras do Zen Budismo, método Kinhin, fora as adaptações que fiz para atender às minhas necessidades pessoais. De qualquer forma, é sempre bom entender que todas são práticas complementares, não substituem o tratamento médico convencional, tampouco oferecem risco na combinação umas com as outras, o que é excelente por sinal”, finaliza.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui