Na hora da compra, escolher bem as hortaliças e as verduras é uma tarefa importante. Porém, ao chegar em casa e estocar os alimentos na geladeira, todo o cuidado é pouco para que os itens continuem em um ótimo estado de conservação durante os próximos dias. Por isso, a redação da Campinas Cafe conversou com a nutricionista do Oba Hortifruti, Renata Guirau, para colher dicas de como conservar armazenar verduras, hortaliças e frutas em casa para manter a saúde e o bom estado. Confira!

Geladeira para armazenar verduras

De acordo com Renata, o refrigerador é melhor opção para a maioria dos vegetais para aumentar o tempo de preservação. “As folhas não devem ficar em temperaturas muito baixas, pois acabam “queimando” com o frio. Uma sugestão é guardar na gaveta fechada da geladeira. O mesmo vale para os temperos e ervas”, explica.

Confira quais alimentos ficam melhores fora da geladeira, de acordo com a especialista:

– Maçã;
– Pera;
– Melão;
– Banana;
– Batata;
– Pepino;
– Tomate verde;
– Alho;
– Pimenta;
– Manjericão.

Atenção: isso só vale para o alimento antes de ser higienizado ou manipulado (cortado, descascado).

Etileno

Além disso, de acordo com a nutricionista, alguns vegetais liberam etileno e, por isso, devem ficar mais distantes dos demais. “Isso acontece porque o etileno atua no amadurecimento de alguns vegetais, mas favorece a degradação de outros”. Exemplos de alimentos que liberam essa substância:

-Banana;
– Maçã;
-Mamão;
-Pera;
-Abacate;
-Manga;
-Cebola;
– Alho.

Congelamento

Segundo Renata, congelar os alimentos pode favorecer uma pequena perda de nutrientes. Porém, ainda assim, não há impedimento para utilizar esse recurso na conservação dos alimentos.

Como congelar: mergulhe o vegetal em água fervente por 3 a 5 minutos e em seguida em água gelada. O choque térmico favorece a preservação de uma maior quantidade de nutrientes nos legumes.

Higienização

A especialista chama também a atenção para os alimentos que são consumidos crus e, por isso, devem ser lavados em água corrente e, em seguida, devem ficar de molho em solução de água com hipoclorito de sódio.

“A concentração correta é de 1 litro de água com 1 colher de sopa de água sanitária e o alimento deve ficar submerso por 15 minutos para que os microrganismos sejam eliminados. Em seguida, é necessário fazer novo enxágue em água corrente”, explica Renata.

Ela ainda explica que as folhas podem ser guardadas sem higienizar, desde que fiquem na gaveta da geladeira e junto com vegetais que também não estejam higienizados. “Para guardar já higienizado, o que se torna muito mais prático no dia a dia, as folhas devem estar o mais secas possível, em recipiente com tampa”.

Dica: forre o recipiente com papel toalha para ajudar a reduzir a imunidade das folhas e favorecer a conservação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui