A literatura é uma linguagem universal, presente em todos os hemisférios do planeta, e que mesmo com idiomas e alfabetos diferentes, une milhões de leitores apaixonados pelas histórias. A Amazon, que tem os livros como parte do seu DNA desde o começo e está presente em 190 países atualmente, fez uma relação dos livros mais amados em países dos quatro cantos do mundo. A contagem soma a venda de livros em todos os formatos e empréstimos por meio do programa de assinatura Kindle Unlimited de março de 2020 a março de 2021.

No Brasil, o mais vendido no último ano pode não surpreender: responsável por despertar o espírito leitor em milhões de jovens, o primeiro livro da saga do bruxinho “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, de J.K Rowling, ocupa o número 1 da lista. O segundo lugar nacional diz muito dos ensinamentos procurados para viver a quarentena com a saúde mental em dia, o livro “Arrume a sua cama: Pequenas coisas que podem mudar a sua vida… E talvez o mundo” de William H. McRaven. Já o terceiro lugar no país é ocupado pelo livro “Como convencer alguém em 90 segundos: Crie uma primeira impressão vendedora”, de Nicholas Boothman, essencial para estabelecer uma comunicação de sucesso, também muito importante nos dias de hoje.
1

Uma perspectiva global da literatura

As preferências dos leitores ao redor do mundo são tão únicas quanto os países e culturas que representam, mas também mostram similaridades. Veja algumas das tendências e destaques dos dados dos livros mais vendidos nos formatos impresso e digital na Amazon ao redor do mundo durante o ano de pandemia:

2
Imagem: Divulgação
  • No México e nos Emirados Árabes Unidos, os livros de autoajuda reinaram. Os clientes do México se voltaram para “A sutil arte de ligar o f*da-se”, de Mark Manson,  e os clientes dos Emirados Árabes Unidos tentaram encontrar alegria e conforto nos momentos do dia a dia lendo “Ikigai : O segredo dos japoneses para uma vida longa e feliz” de Héctor García e Francesc Miralles.
  • A Turquia preferiu as obras clássicas de Victor Hugo “O último dia de um condenado”, enquanto obras de ficção moderna lideraram as listas na Espanha “Rey Blanco”, de Juan Gómez-Jurado e na Austrália“Um lugar bem longe daqui” por Delia Owens.
  •  Como vizinhos próximos, Canadá e Estados Unidos foram os únicos dois países que compartilharam a mesma preferência por livros. “Uma terra prometida”, as memórias do ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está no topo das listas em ambos os países.
  • Os leitores na Arábia Saudita preferem um livro cheio de quebra-cabeça como o “Brain Games for Clever Kids”, escrito por Gareth Moore; os clientes italianos adoram um romance animado chamado “Le Storie del Mister”, de Lyon Gamer, e o Reino Unido só queria saber das lições universais encontradas em “O menino, a toupeira, a raposa e o cavalo”, de Charlie Mackesy.
Para quem está interessado em ler as obras citadas, os títulos estão disponíveis na Amazon em formatos impresso e digital. Membros Prime aproveitam frete GRÁTIS para todo o Brasil. Na versão em eBook Kindle, podem ser adquiridos e lidos com o aplicativo gratuito Kindle para computadores, tablets e smartphones, além de e-readers Kindle. Assinantes do Kindle Unlimited e do Amazon Prime também têm acesso a catálogos de eBooks para download sem custo adicional, de acordo com cada assinatura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui