SP-Arte acontece entre os dias 6 e 10 de abril - Foto: divulgação

A SP–Arte – Festival Internacional de Arte de São Paulo – É um evento que reúne galerias de arte e design, editoras, revistas, museus e instituições. Durante o evento, colecionadores, profissionais e amantes da arte podem contemplar milhares de obras de arte trazidas pelos expositores, conversas sobre o fazer artístico, lançamentos de livros e audioguias.

A SP-Arte, que acontece desde 2005, chega na sua 18ª edição, e acontece entre os dias 6 e 10 de abril, das 14h às 20h, com exceção de domingo (12h às 20h), no Pavilhão da Bienal – Parque Ibirapuera (Portão 3), em São Paulo.  Estarão presentes 100 galerias de arte, das quais 9 são internacionais e mais de 30 estúdios de design, além de editoras e participações institucionais espalhadas em três pisos do Pavilhão.

Projetos Especiais

Nesse ano, também haverá projetos especiais que buscam aproximar o mercado e o público de agentes autônomos (artistas, espaços autogeridos) que constituem o sistema de arte.

Um deles é o Radar SP–Arte, que conta com a participação de cinco coletivos e espaços autônomos que apresentam seus projetos em pequenas exposições comerciais ou institucionais. Também faz parte do Radar SP–Arte a exposição Hora grande, com curadoria de Felipe Molitor, com nove artistas que não possuem representação comercial.

Além do Radar SP–Arte, a exposição Arte natureza: ressignificar para viver, com curadoria de Ana Carolina Ralston, pensa as relações entre arte e sustentabilidade, com grandes nomes como Ernesto Neto, Joseph Buys, Frans Krajcberg e Daiara Tukano.

Programa de Talks

O programa de Talks, que já é tradicional no evento, será promovido na Arena Iguatemi, no segundo piso do Pavilhão. O curador Jacopo Crivelli Visconti, à frente da última curadoria da Bienal de São Paulo, e a curadora Ana Roman, curadora assistente da última Bienal, organizam e conduzem conversas com artistas e curadores nos dias 7, 8 e 9. De 7 a 10 de abril, a Arena Iguatemi ainda recebe lançamentos editoriais, assim como serve de espaço de convivência e descanso durante a Feira.

Artistas

O evento contará com obras de diversos artistas renomados no cenário nacional e internacional, como Janaina Tschäpe (Alemanha), Jenny Holzer (Estados Unidos), Marco Maggi (Uruguai), André komatsu (Brasi), Alexandre Vogler (Brasil), François Morellet (França), Arturo Bernerd (Espanha), Tazio Sechiarolli (Itália), entre outros.

Expositores

Haverá, também, uma série de expositores, dividido em quatro setores. Arte, Editorial, Designe Projetos Editoriais. Confira cada um deles, respectivamente.

– O maior setor do Festival apresenta grandes galerias brasileiras e internacionais, reunindo obras de artistas consagrados e em ascensão no icônico pavilhão desenhado por Oscar Niemeyer.

– A SP–Arte 2022 reúne as editoras mais especialistas no setor, com ampla seleção de publicações sobre arte moderna e contemporânea.

– Com mais de 30 expositores, o setor Design retorna com força para a SP–Arte depois de um breve hiato em 2021, destacando momentos icônicos da história do design brasileiro.

– Pela primeira vez, a SP–Arte acolhe coletivos artísticos, ONGs, espaços autônomos e associações culturais no Pavilhão da Bienal.

Ingressos

A bilheteria do evento será exclusivamente online, ou seja, não haverá bilheteria no local. Os ingressos custam R$100,00 a inteira e R$50,00 a meia e poderão ser adquiridos no site oficial do evento:

https://bilheteria.sp-arte.com/home

Serviços

– Haverá estacionamento pago no local, mas as vagas são limitadas. A organização do evento recomenda ir de táxi ou até mesmo de bicicleta.

– O evento conta com diversas opções de comes e bebes, como bares, restaurantes e cafés.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui