Março é o mês das mulheres e muitas das atividades promovidas pelo Sesc Campinas no período trazem consigo essa marca, abordando diversos assuntos dentro do tema em questão. O cinema, a dança, a literatura, o circo e o teatro infantil lideram este processo com uma série de espetáculos que procuram despertar para a importância do feminino na sociedade e para a necessidade da liberdade enquanto agente primordial para a realização de escolhas reais nos mais diversos níveis.

O destaque do mês é a mostra “O Feminino no Cinema Latino-Americano”, que, ao longo dos meses de março e abril, apresenta oito filmes e uma aula aberta e busca explorar as caracterizações de personagens mulheres, refletindo sobre as realidades tratadas no cinema de autoras latino-americanas a partir de obras recentes e contemporâneas, provenientes de Argentina, Brasil, Chile, Cuba, México, Peru, Uruguai e Venezuela.

“Los Silencios” (dia 10/3, terça, às 20h – entrada gratuita) é o filme de abertura e conta a história de Nuria, Fábio e sua mãe, Amparo, que chegam a uma pequena ilha no meio da Amazônia, fugindo do conflito armado colombiano onde o pai desapareceu. Certo dia, ele reaparece na nova casa de palafitas. A partir daí, a família é assombrada por esse estranho segredo e descobre que a ilha é povoada por fantasmas.

 cinema latino-americano

Ainda no cinema, o “Cinecurumim” exibe para a criançada a animação “A Raposa Má” (dias 10 e 11/3, terça e quarta, às 14h30 – entrada gratuita), onde um grupo de agitados animais se encontra em crise de identidade: a raposa pensa ser um frango, o coelho está certo de que é uma cegonha e o pato passa os dias sonhando em substituir o Papai Noel. O campo nunca esteve tão distante da paz e da tranquilidade que todos almejam quando vão tirar férias por lá.

 cinema latino-americano

Na dança, o espetáculo “Vermelha” (dia 12/3, quinta, às 20h – entrada gratuita) propõe, através de uma apresentação solo, um mergulho no caos do corpo de uma mulher. Um corpo marcado por valores introjetados, aparentemente docilizado pela trajetória na dança, mas que se encontra em constante turbilhão de afetos e desejos. Um corpo que sangra, que se desestabiliza e que se refaz. Que não nega a feminilidade, mas se lança à libertação dos padrões patriarcais, inflamando a beleza, fragilidade, força e agressividade em um só. A artista Liana Zakia cria imagens e situações que se desfazem, se transformam e se desdobram, acolhendo a impermanência como poética do feminismo. Um workshop sobre a peça (dia 10/3, terça, das 18h30 às 21h30 – entrada gratuita) também acontece, tendo como objetivo proporcionar uma experiência criativa em dança que dialoga com a construção do espetáculo.

Na música, o destaque fica por conta de Paulo Ohana e seu show Pólis (dia 12/3, quinta, às 20h30 – ingressos a partir de R$9), cujo repertório é composto, principalmente, por canções autorais, apresentadas em formato voz e violão, intercaladas por textos e momentos de interação com o público. Com uma voz que explora diferentes sonoridades e letras que transitam entre o lirismo e a ironia, Ohana constrói uma narrativa em torno de dois grandes temas: o amor e a cidade.

Paulo Ohana – Foto: Thais Mallon

No circo e na literatura, os destaques ficam por conta de “Das Cinzas Coração” (dia 13/3, sexta às 20h – ingressos a partir de R$9) e “Na Companhia de Bela: Contos de Fadas por Autoras Esquecidas” (dias 15 e 22/3, domingos, das 15h30 às 18h – entrada gratuita). Enquanto o primeiro é uma versão abrasileirada das comédias mudas cinematográficas dos anos 20, que trata da desigualdade de gênero, juntando o cinema mudo com as técnicas de palhaçaria, ao contar um dia, aparentemente cotidiano, na vida de Aurora, uma jovem cheia de habilidades subestimadas, sufocada entre desejos adormecidos e sua realidade opressiva, tão comum a tantas mulheres, o segundo mostra cinco diferentes escritoras, pouco ou nada conhecidas no Brasil, que, a partir de 1690, foram as responsáveis pela febre dos contos de fadas literários na França. Hoje esquecidas, em seu tempo, elas dominaram salões e publicações do gênero, forçando os limites simbólicos do papel destinado às mulheres.

Das Cinzas Coração – Foto: Mauro Ramalho

Para as crianças, a oficina “Fantoches de Meia – Uma Vez no Pé, Outra na Mão” (dia 15/3, domingo, das 10h30 às 12h30 – entrada gratuita), onde cada participante poderá criar seu próprio fantoche, utilizando meias, fitas, lã colorida, botões, tecidos e muito mais, se junta aos espetáculos “Lili Canta o Mundo” (dia 14/3, sábado, às 16h30 – entrada gratuita), com poemas musicados de Mário Quintana, e “Raiz do Sonho” (dia 15/3, domingo, às 16h – ingressos a partir de R$6), livremente inspirado na obra do poeta Manoel de Barros, que conta a história de uma menina cheia de sonhos que mora junto de seu irmão em um vilarejo cercado por um rio. Seu maior sonho é ir até a cidade, onde acredita que está seu pai, para lhe entregar seu chapéu.

Fantoches de Meia – Uma Vez no Pé, Outra na Mão – Foto: Fabiane Emilio dos Santos

As atividades esportivas também continuam a todo vapor com a “Copa Outono de Futebol Society” (de 10/3 a 9/4, terças e quintas, das 20h às 22 – entrada gratuita) e com os cursos de “Lian Gong” (de 10/3 a 30/4, terças e quintas, das 11h às 12h – inscrições a partir de R$38), “Consciência Postural e Autoconhecimento” (dia 15/3, domingo, às 10h – participação gratuita) e “Low Pressure Fitness” (dias 14, 21 e 28/3, sábados, das 15h às 16h30 – participação gratuita). Já o “Clube do Pedal” (dia 15/3, domingo, das 7h15 às 11h30 – participação gratuita), cujo trajeto terá início no Galpão Multiuso do Sesc Campinas, segue até o bairro Santa Lídia, em um percurso de, aproximadamente, 40 km., em ruas asfaltadas e de terra, com alta intensidade.

Por fim, muitas oficinas e cursos prometem agitar a semana. “Construção de Brinquedos Ópticos com CNC” (dias 10, 17, 24, 31/3 e 7/4, terças, das 10h às 13h – inscrições a partir de R$6) e “Estamparia de Carimbos” (dias 10, 17, 24 e 31/3, terças, das 14h30 às 17h30 – inscrições a partir de R$3) são as atividades referentes à área de Artes Visuais, enquanto que em Tecnologias e Artes, “Corte a Laser” (dias 10, 17, 24, 31/3, 7 e 14/4, terças, das 18h30 às 21h30 – inscrições a partir de R$6), “Manutenção e Tunagem de Impressoras 3D RepRap” (dias 11, 12, 18, 19, 25, 26/3, 1º e 2/4, quartas e quintas, das 10h às 13h – inscrições a partir de R$6), “Design e Fabricação – Objetos do Dia a Dia” (dias 11, 18, 25/3, 1º, 8 e 15/4, quartas, das 14h30 às 17h30 – inscrições a partir de R$6), “Introdução ao Universo Maker: Arduino na Prática” (dias 11, 18, 25/3 e 1º/4, quartas, das 19h às 21h – inscrições a partir de R$3), “Introdução à CNC Router para Crianças” (dias 12, 19 e 26/3, quintas, das 14h30 às 17h30 – inscrições a partir de R$6), “Construção de Luminária em Madeira com CNC” (dias 12, 19, 26/3, 2, 9, 16 e 23/4, quintas, das 18h30 às 21h30 – inscrições a partir de R$6) e “Vivência em Realidade Virtual” (dias 14 e 15/3, sábado e domingo, das 14h30 às 17h30 – participação gratuita) fazem as honras a todos os interessados.

Para os idosos, “Um Olhar Sobre a Arte” (dias 10, 17, 24 e 31/3, terças, das 14h às 17h – participação gratuita), com a artista visual Lilian Walker, propõe exercícios práticos de pintura com diferentes materiais, suportes e a instrução do uso de recursos que explorem as possibilidades de descobrir o potencial desta arte em elementos naturais e de fácil acesso, tais como, café, temperos e outros pigmentos para criar tintas.

Dado tudo que foi exposto acima, tenha juízo e venha para o Sesc Campinas aproveitar tudo o que há de mais interessante em artes, esportes, turismo e atividades socioeducativas. Não perca um segundo a mais. Levante do sofá e corra para cá!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui