Por Mariana Arruda 

O Natal é a época mais esperada do ano no quesito decoração: as ruas e casas são enfeitadas para esse momento tão especial. Pisca-piscas, bolas de vidro e pequenos enfeites tomam conta dos ambientes. Mas, vocês sabia que isso pode ser prejudicial ao seu petPets e a decoração de Natal

Pets e a decoração de Natal

Segundo o veterinário Jorge Morais, fundador da rede Animal Place, esses objetos estão entre os itens mais prejudiciais à saúde dos animais domésticos. “Quem tem gato ou cachorro precisa tomar alguns cuidados na hora de escolher os enfeites”, explica. De acordo com ele, os objetos são chamativos e o brilho de alguns itens são muito atraentes para os animais que querem brincar, o que pode levar, dependendo do material utilizado na fabricação do produto, a problemas relacionados à saúde do animal. “As bolas de vidro, por exemplo, devem ser evitadas, principalmente por quem tem cães, pois eles podem ingerir os fragmentos em caso de quebra”, completa o especialista. Pets e a decoração de Natal

Pets e a decoração de Natal

O veterinário ainda chama atenção para outro item que pode ser perigoso: o pisca-pisca. “Os fios elétricos devem ficar fora de alcance, pois o pet pode levar choque, se queimar e até se enforcar”, adverte Morais. Por isso, segundo ele, é importante deixar a fiação no alto e fixá-la bem. “Recomendo checar a posição de prateleiras, estantes e outros mobiliários para evitar que eles facilitem o acesso do animal aos fios. Na dúvida, opte por guirlandas ou objetos pesados e maiores para não serem engolidos ou derrubados”, orienta.

Para quem faz questão da árvore, Morais também dá algumas dicas. “Para evitar a aproximação dos cães, basta montá-la em cima de móveis, por exemplo. Os gatos, no entanto, não possuem essa limitação, por isso é preciso ter um pouco mais de paciência. Uma ideia é montar tudo aos poucos e bem antes do período de Natal, para que eles acostumem com a presença dos objetos no ambiente”, aconselha.

Pets e a decoração de Natal

Segundo o veterinário, o pet precisa entrar em contato com os itens natalinos aos poucos. “Funciona como um adestramento, a exposição gradativa diminui o interesse dos felinos que passam a entender que aquele cenário é parte do dia a dia deles. “Ainda assim, é preciso ficar de olho para que não ocorra nenhum acidente”, pondera Morais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui