Com perfil popular e acessível, o Volkswagen Fusca Type 60 de 1941 de chassis número 20, foi achado debaixo de uma árvore coberto de lama na República Tcheca. Criado por Ferdinand Porshe, o automóvel foi comprado por Ondrej Brom no valor de 60 mil coroas tchecas, o equivalente a R$ 10 mil. Após levar para casa e fazer uma delicada raspagem da carroceria, Brom descobriu que se tratava do Fusca de chassis número 20, o carro mais antigo que se tem na história do mundo. Produzido em novembro de 1941, o nome oficial do carro é KdF-wagen Type 60 e só virou Volkswagen depois da Segunda Guerra. Sua restauração começou em 1988 e segundo Brom, como na época ele era estudante, não tinha dinheiro suficiente para restaurar o Fusca, a reforma começou de forma meticulosa primeiro com a remoção de tinta, depois raio X e pulverização de sujeira do veículo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

3 × 4 =