Quem tem pet em casa, sabe que durante a refeição dos donos, é comum que o animal sinta vontade e fique ao redor da mesa esperando que algo caia para ele. Afinal, comer todos os dias ração e sentir estímulos olfativos de novos alimentos é sim um convite para que os bichinhos queiram testar novas opções. Hoje a alimentação humana natural é valorizada e ganhou espaço na nutrição dos pets. Balanceada, equilibrada e personalizada de acordo com a idade, a raça e as condições de cada animal, ela promove bem-estar e um cardápio diferenciado. A Campinas Cafe conversou com a equipe da PetNut, empresa que produz e entrega alimentação natural, saudável e nutritiva para cães, em dietas de manutenção, prescritiva e de patologia, para entender como funciona. Acompanhe!

Alimentação natural : como introduzir?

A alimentação balanceada é formulada com ingredientes naturais, como vegetais, frutas, carnes, livres de conservantes, aromatizantes, aditivos, corantes, flavorizantes e outros componentes químicos. “É importante destacar que não se trata da sobra da alimentação humana, apesar de usar os mesmos ingredientes das comidas domésticas, como cenoura, brócolis, couve-flor, beterraba, arroz parboilizado e carnes bovina, frango, peixe e até coelho, dependendo da necessidade do pet”, explica o proprietário da PetNut, Luís Augusto Amaral. “Nossa missão é conscientizar o tutor sobre a importância da alimentação natural, juntamente com outras necessidades do pet”, complementa.

alimentação

Quais são os benefícios?

  1. Maior expectativa de vida;
  2. Altos níveis de bem-estar;
  3. Pele e pelagem em ótimo estado;
  4. Processo de digestão mais suave, aumentando a disposição do pet;
  5. Menor risco de alergias alimentares e maior resposta do organismo durante os tratamentos (hepáticos, cardíacos, de obesidade etc.);
  6. Menor risco de doenças renais – A AN contém 7 vezes mais água que a ração seca, o que protege o rim e o sistema urinário e mantém o pet hidratado;
  7. Redução da quantidade de fezes e com menos odor, já que o aproveitamento da alimentação natural no organismo é muito maior, gerando menos resíduo, mais seco e com muito menos cheiro;
  8. Melhora nos processos imunológicos, aumentando até a resistência a ectoparasitas.

Como utilizar?

alimentação

De acordo com o médico veterinário Felipe Rocha (CRMV-SP 23916), esse tipo de alimentação pode ser oferecida para cães, gatos, coelhos, aves como galos, galinhas e perus e outros animais domésticos, porém sempre com orientação do profissional.“A alimentação natural é recomendada para todas as fases da vida do pet, desde os desmame, para os cães, aos 40 dias de vida, até aos mais velhinhos, inclusive para pets que apresentam enfermidades como câncer, insuficiência renal, obesidade, doenças endócrinas, alterações digestivas e muitas outras”, completa Rocha. De acordo com ele, cada fase exige uma formulação adequada e também uma suplementação, já que mesmo quando preparadas com ingredientes selecionados, é difícil encontrar a dose necessária principalmente de vitaminas e minerais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

12 − sete =