Publicidade

Depois da confirmação de 12 mortos e 372 infectados por coronavírus na Itália nessa quarta-feira, 26 de fevereiro, de acordo com a agência de Proteção Civil do país, e do avanço da doença em novos países, a preocupação de quem tem viagem marcada só aumenta.

Diante desse cenário, o Procon-SP, vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania, alerta que os consumidores com viagem marcada para países com casos comprovados não podem ser prejudicados. De acordo com o Programa, o consumidor que comprou passagem aérea ou pacote turístico com destino para Itália, ou outro país com infectados pelo vírus, devem procurar o @proconsp para cancelar ou postergar sua viagem.

Por não haver previsão legal, é preciso negociar com a empresa que vendeu a passagem ou o pacote, que não pode se recusar a oferecer alternativas ao consumidor. “Mesmo as empresas não tendo culpa, a lei reconhece que a parte vulnerável da relação é o consumidor, de modo que é ele quem merece especial proteção”, ressalta o chefe de gabinete do Procon-SP, Guilherme Farid.

Brasil

O Ministério da Saúde confirmou nesta quarta-feira, 26 de fevereiro, o primeiro caso de coronavírus no Brasil. O paciente de 61 anos, que deu entrada no Hospital Albert Einstein no dia 24 de fevereiro, esteve na Itália entre os dias 9 e 21 de fevereiro, período que coincide com um aumento expressivo de casos naquele país.

Este é o primeiro caso da doença no país e em toda a América Latina. Além dele, há outros 20 casos em investigação e 59 suspeitas já foram descartadas.

O que fazer para se prevenir?

Por ser apenas um caso confirmado no país, por enquanto, não são recomendadas ações preventivas extremas, como o uso de máscaras. Porém, algumas recomendações básicas são fundamentais para evitar qualquer doença viral, como:

  • Lave as mãos com frequência;
  • Use lenço descartável para higiene nasal;
  • Cubra o nariz e a boca ao espirrar ou tossir ;
  • Evite tocar os próprios olhos, nariz e boca;
  • Mantenha ambientes bem ventilados;
  • Não manter contato próximo com pessoas que apresentem sinais do covid-19 ou tenham infecções respiratórias agudas;
  • Não compartilhe talheres, pratos, copos ou garrafas.
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui