O pânico generalizado que tomou conta da maioria das pessoas acaba promovendo a disseminação de informações erradas relacionando a prevenção em relação ao tratamento e prevenção do coronavírus. É importante ressaltar que não existe nenhum alimento, suplemento ou ações milagrosas que evitem o contágio. Basicamente, a melhor prevenção é aquela que restringe o contato físico, evitando ambientes de aglomeração, uso compartilhado de materiais pessoais, além da higiene constante das mãos com água, sabão e álcool em gel.

Por outro lado, o fortalecimento do sistema imunológico é uma medida necessária para que a recuperação após o contágio seja mais eficiente e cause menos danos possíveis à saúde. Para isso, é importante que o paciente use a nutrição e os bons hábitos de vida como aliados.

Para esclarecer as dúvidas, a nutricionista Lulia Dib preparou oito dicas nutricionais que vão ajudar na recuperação e também na transformação do seu estilo de vida:

1- Tenha o sono regular e cuide das suas emoções. O descanso do corpo e da mente estão diretamente ligados à produção hormonal que influencia a sua imunidade. O medo, o pânico e a ansiedade contribuem para a produção de substâncias imuno-depressoras, como o Cortisol. Acalme-se e descanse;

2- Hidrate-se durante todo o dia. É indicado o consumo mínimo diário de 35 ml de água pura por kg de peso. A ingestão de sucos, leites vegetais e chás não entram neste cálculo;

3- Esqueça neste momento as dietas restritivas e hipocalóricas. O baixo consumo de calorias (em relação às suas necessidades) reduzem a imunidade. Neste momento, foque em fortalecer a saúde, deixe a perda de peso para outro momento, se for realmente indicado;

4- Aumente o consumo de alimentos antioxidantes, ricos em vitaminas e minerais. Capriche em sucos, bowls e saladas coloridas, com frutas, legumes e verduras variadas, e de preferência, in natura, para conservar a energia vital do alimento e o maior aporte micro-nutricional;

Conheça dicas importantes para aumentar a sua imunidade

5- Insira na rua rotina, e sem exagero, o consumo de alimentos que possuem o poder anti-inflamatório natural e atividade anti-microbiana como alho, cúrcuma, gengibre e limão.

6- Reduza (e se possível, suspenda) o consumo de álcool, tabaco e drogas. Todos estes reduzem a resposta imunológica;

7- Inclua na sua rotina o consumo de chás antioxidantes, como chá verde, hibisco, gengibre, romã, cúrcuma e maçã com canela. Eles possuem componentes que auxiliam na melhora do perfil metabólico, favorecendo o funcionamento do organismo, como um todo;

8- Mantenha a rotina de tomar 15 minutos de sol por dia, antes das 10h da manhã e após às 16h da tarde. A vitamina D é aliada no fortalecimento do sistema imune.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

oito + 4 =