Na noite deste domingo, 24, Los Angeles recebeu a maior premiação de cinema do mundo. E o destaque do Oscar 2019 foi para o maior número de prêmios entregues para profissionais negros, que ao todo levaram sete estatuetas, e para as mulheres, vencedoras em 15 categorias.

Oscar 2019
Elenco de Green Book – O Guia.

O longa, que conta a história sobre uma amizade entre um motorista racista e um músico negro, “Green Book – O Guia”, venceu como Melhor Filme, além de Roteiro Adaptado e Ator Coadjuvante foi para Mahershala Ali.

O filme “Roma” deu três prêmios a Alfonso Cuarón, que levou a estatueta de Melhor Diretor, Filme de Língua Estrangeira e Melhor Fotografia, além de Melhor Ator para Rami Malek. Em seu discurso, Cuarón agradeceu a sua babá, Libo, que inspirou o filme e também a academia por reconhecer um longa que conta a história de uma mulher indígena e uma das 70 milhões de empregadas domésticas sem direitos trabalhistas.

Olivia Colman levou o prêmio de Melhor Atriz pelo filme “A Favorita”. No discurso, ela pediu desculpas a Glenn Close, que era apontada como a favorita. Já “Pantera Negra” levou três prêmios técnicos: trilha sonora, figurino e direção de arte. Ruth E. Carter ganhou o Oscar de Melhor Figurino e se tornou a primeira pessoa negra a conquistar a categoria.

Oscar 2019
Olivia Colman ganhadora da categoria Melhor Atriz com o filme “A Favorita”.

A atriz e cantora Lady Gaga foi premiada  por Melhor Canção com “Shallow”, a única estatueta de “Nasce uma estrela”, ao lado de Mark Ronson, Anthony Rossomando e Andrew Wyatt, coautores da canção. “Não é sobre ganhar, é não desistir. Se você tem um sonho, lute por ele. Existe uma disciplina. Não é sobre quantas vezes você foi rejeitado, caiu e teve que levantar. É quantas vezes você fica em pé, levanta a cabeça e vai adiante”, afirmou Gaga.  

A Netflix foi premiada quatro vezes: além de “Roma”, levou documentário em curta-metragem com “Absorvendo O Tabu”. Rami Malek foi o melhor ator e celebrou a chance de contar a história de Freddie Mercury: “um homem gay, um imigrante, que viveu a vida sem pedir licença”. Show do Queen abriu a cerimônia, a primeira sem apresentador em 30 anos.

Para saber mais sobre o evento e os looks das atrizes no Red Carpet, acesse o site da Z Magazine.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

treze − 4 =