Após a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretar pandemia por conta do Covid-19, empresas, escolas e outras instituições suspenderam suas atividades ou remanejaram para o funcionamento em esquema de home office. O isolamento social se faz necessário neste período para evitar a propagação do vírus.

Nos próximos dias, escolas, universidades, shoppings centers e locais de eventos estarão fechados. O que boa parte dos brasileiros, especialmente o público jovem têm se perguntado é: “o que vou fazer com tanto tempo livre?”

Diante das recomendações para o período, Juliano Antunes, CEO da Uliving, uma start-up de hospedagem estudantil, tem se preocupado com o bem-estar dos moradores. “Temos fomentado nos jovens a importância de usarem o tempo extra em casa a seu favor. Além da organização do tempo em relação às obrigações de trabalho e estudos, acreditamos que é benéfico incluir na rotina atividades extras que possam ser feitas online. Assim, diminui a chance de ficar entediado e conseguirão otimizar o crescimento pessoal e profissional”.

Foi pensando neste público jovem, que está acostumado a desenvolver muitas atividades durante o dia e manter suas vidas sociais ativas, que a Dra. Caroline Yu separou 5 dicas essenciais para este momento de isolamento social.

É possível ter um bom rendimento no home office?

Não são todas as pessoas que conseguem lidar com o trabalho remoto. Não estar no ambiente físico de trabalho pode prejudicar a concentração de muitos. “Estabelecer algumas metas diárias de to-do list pode auxiliar, mas nem será o bastante para manter o foco. É importante ter a consciência de que estar em um local diferente requer uma reorganização do espaço para conseguir criar um novo ritmo próprio para cumprir as demandas. Para isso, dê pausas para caminhar, mesmo que dentro do seu quarto, alongar o corpo, tomar um café, ouvir uma música, parar para ler algo e, depois retome às atividades listadas”.

Faculdade fechada, pausa nos estudos?

Isolamento social não é sinônimo de férias. As aulas estão suspensas? Aproveite para estudar o conteúdo que foi dado até agora ou adiantar o que ainda vai ser abordado nos próximos semestres. Faça os trabalhos e cursos online disponíveis por universidades. Há inúmeras plataformas de videoconferências que podem conectar os amigos para discutir as ideias que vão colocar no papel. Caroline reforça: “Manter contato virtual com outras pessoas, a mente ativa e criativa vai ser benéfico para a saúde mental e emocional. Não abra mão desses recursos”.

Acrescente cursos extracurriculares na sua rotina

São inúmeros os cursos online, gratuitos ou não, que podem contribuir para o crescimento pessoal, emocional e profissional. Estar o dia inteiro em casa, ou boa parte do tempo pode deixá-lo entediado. “Pense: o que você gostaria de estudar e nunca teve tempo? Uma aula de violão, meditação ou um curso de aperfeiçoamento nos programas que você usa como hobbie para edição de vídeos e fotos? Esse é o momento que o tempo está ao seu favor, invista-o em conteúdos que vão agregar no seu dia a dia”, explica a especialista.

isolamento social

Língua estrangeira, invista na fluência

O tempo da locomoção de casa para o trabalho e do trabalho para a faculdade, o happy hour com a galera, podem ser investidos no aprimoramento de uma língua estrangeira. Aposte em filmes e séries com legendas na nova língua, afinal, agora há tempo de voltar um pouquinho para pegar aquele trecho que você não entendeu. A psicóloga explica: “Aproveite para conversar com outras pessoas, pois há muitos grupos online. Em tempos em que boa parte do mundo está em quarentena, conversar com nativos vai aperfeiçoar ainda mais sua fluência”.

Não abandone a rotina de treinos

Há inúmeras plataformas que disponibilizam treinos que podem ser feitos de qualquer lugar, até mesmo dentro do quarto. Se não há equipamentos disponíveis, escolha treinos que usam o próprio corpo. O importante é se mexer. “Mesmo que o hábito de praticar atividade física não esteja presente no seu dia a dia, esse pode ser um ótimo momento para começar. Se exercitar promove benefícios à saúde física, mental e emocional. Além de melhorar o sistema imune, também ativa hormônios responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar”, finaliza Caroline.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

16 − doze =