O agachamento é considerado um dos exercícios mais poderosos e completos e, por isso, está presente na rotina de quem faz treinos funcionais e musculação. “Mesmo sendo popular, nem todas as pessoas conseguem a execução correta e acabam não tendo os resultados desejados, além de provocar o desgaste desnecessário das articulações”, alerta Giuliano Cangiani, Master Trainer da modalidade fitness Strong by Zumba® – um treino de alta intensidade que tonifica todos os músculos do corpo em poucos minutos.
O squat, como o agachamento também é conhecido, trabalha, além dos glúteos e pernas, a região do abdômen e core. Além de ativar o sistema cardiovascular, especialmente quando as versões promovem mais intensidade, como é o caso do agachamento acompanhado de salto. O expert também explica: “podemos ativar o metabolismo, o que vai auxiliar na queima de gordura e, consequentemente, no emagrecimento já que, diminui a celulite da região e tonifica a musculatura”.

Os exercícios melhoram o contorno corporal e contribuem para uma boa postura. Para obter esses benefícios, é importante praticar o movimento com regularidade e corretamente. Para isso, Giuliano revela 5 dicas para turbinar os resultados do treino de agachamento:

Atenção às pernas

Todo e qualquer exercício requer atenção. É preciso ter essa consciência antes de iniciar o treino. “Imagine que você está sentando em uma cadeira, para isso, mantenha as pernas paralelas e alinhadas com os ombros, distribuindo o peso do corpo nos pés”, explica Giuliano que acrescenta: “tente manter um ângulo de 90 graus entre o posterior de coxa e as panturrilhas e ao agachar não deixe que os joelhos ultrapassem a linha dos pés”.

Quadril: a sustentação do movimento

O Master Trainer explica “Deixe o quadril solto, ao agachar leve o bumbum para trás. No momento em que se levanta é natural que o quadril seja projetado para frente e aqui é o grande erro, é preciso deixá-lo reto”.

Abdômen como aliado da coluna

“É imprescindível que o abdômen esteja contraído durante o exercício. Dessa forma o core é ativado, fortalecendo a musculatura lombar e consequentemente protegendo a região de lesões”, explica Giuliano.

Olhe para frente

Segundo o profissional, é uma das dicas para evitar a sobrecarga na coluna. “Mantenha sempre a postura durante o exercício. Para exercitar essa consciência, é importante olhar para frente durante o movimento, de modo que o pescoço fique proeminente e não há uma sobrecarga nas vértebras”.

O posicionamento dos braços é fundamental

Se engana quem pensa que os braços devem estar à frente do tronco e elevados apenas para manter o equilíbrio durante o exercício. “Os braços devem estar posicionados na linha do peitoral, para garantir a postura correta e o encaixe do abdômen e da lombar”, finaliza o Master Trainer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

1 + 5 =