foto: Clóvis Ferreira.Digna Imagem

Modernizada e adequada às necessidades dos tempos atuais, a Via Anhanguera (SP-330) – uma das principais interligações entre a Capital e o interior do Estado de São Paulo – completou 69 anos em 22 de abril. Planejada ainda na década de 1930 e construída ao longo dos anos de 1940, a Via Anhanguera ee administrada pela CCR AutoBan e conta com os mais atuais recursos tecnológicos de gestão e atendimento, que a classificam nos modernos conceitos de rodovia inteligente.
Além de painéis eletrônicos de mensagem fixos e viaturas como Resgate, inspeções e guinchos, os numeros são importantes, veja box

248 telefones de emergência instalados a cada quilômetro
48 câmeras de circuito fechado
22 sistemas analisadores de tráfego
4 estações meteorológicas

Fatos históricos e curiosidades da Via Anhanguera

1936 - Plano Rodoviário elaborado pelo DER-SP classifica como fundamental para a manutenção do crescimento econômico do Estado a construção de duas rodovias, que deveriam se chamar Anchieta (São Paulo-Santos) e Anhanguera (São Paulo-Campinas);

1937 - Estudo viário constata inviabilidade na aplicação de melhorias e aumento de capacidade da Estrada São Paulo-Campinas – decidido então a construção de uma rodovia inteiramente nova;

25 de janeiro de 1940 – Início das obras da Via Anhanguera;

22 de abril de 1948 – Inauguração da Via Anhanguera, ainda apenas com a pista simples totalmente pavimentada entre São Paulo e Jundiaí;

1950 – Entrega da primeira pista pavimentada entre Jundiaí e Campinas da Via Anhanguera

1953 – Entrega da segunda pista pavimentada (duplicação) da Via Anhanguera entre São Paulo e Jundiaí

1961 – Entrega da segunda pista pavimentada (duplicação) da Via Anhanguera entre Jundiaí e Campinas

1970 – Via Anhanguera já possui 420 km pavimentados de São Paulo a Ituverava, dos quais 152 km de pista dupla, de São Paulo até Limeira,

1º de maio de 1998 – Assinatura do Contrato de Concessão entre Governo do Estado e a CCR AutoBAn, responsável pela administração da Via Anhanguera até o quilômetro 158+500

28 de janeiro de 2000 –Inauguração da nova ponte sobre rio Piracicaba, no km 130 da Anhanguera, com 115 metros de comprimento, entregue um mês antes do prazo inicial estipulado

Julho de 2002 – Inauguração do trevo do km 120 da Via Anhanguera, em Americana, no acesso à Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304)

2003 – Inauguração do novo trevo do km 107 da Anhanguera, em Sumaré

2007 – Início das obras do Complexo Anhanguera, na chegada da rodovia à São Paulo, na Marginal Tietê, visando reduzir os altos índices de congestionamento observados principalmente nos horários de
pico

Julho de 2008 –Inauguração do trevo do km 103 da Anhanguera, em Campinas, com a construção de cinco novos viadutos, passagem de pedestre em viaduto com proteção de barreira de concreto, implantação de 1,5 km de pista marginal, de 9 alças direcionais, além do alargamento de viaduto existente

2010 – Inauguração do Complexo Anhanguera, na chegada da rodovia à São Paulo, projeto que inicialmente não estava previsto no contrato de concessão e que incluiu a construção de dezessete novos viadutos e pontes, criação de novos acessos, implantação de retornos, melhoria de trevo, faixas adicionais, pistas marginais e passarelas

Abril de 2015 – Início das obras do Complexo Viário de Jundiaí

A Via Anhanguera obteve 4 vezes (anos de 2000, 2001, 2002 e 2007) o primeiro lugar no Ranking CNT de Rodovias. Em 2016, último levantamento divulgado, a Via Anhanguera atingiu a terceira colocação.

Tags