Ame, cuide e monte seu cantinho particular de natureza

Não tem como não se apaixonar: eles transmitem a beleza das plantas e flores em um universo fofo e pra lá de delicado. Tê-los dentro de casa, é poder trazer a natureza para a palma da mão, sem falar que mimá-los tem o mesmo efeito terapêutico de um passatempo. Estamos falando dos terrários, aqueles mini jardins que deixam cada cantinho mais romântico, delicado e alegre. Que tal montar eu ecossistema em formato miniatura, que traduza um pouco da sua personalidade, para cuidar, explorar a criatividade, decorar e, de quebra, cultivar mais amor na casa? Os terrários são mini mundos onde energias se criam e se renovam. E eles comprovam: independente do tamanho da casa, sempre cabe um pouquinho de verde!

Você vai precisar de:
• Recipientes de vidro ou acrílico;
• Minissuculentas, como: carpete-dourado, aortia, orelha-de-gato, planta-pérola e echevéria;
• Pedrinhas, argila e miniaturas para decorar;
• Terra vegetal;
• Pá de jardinagem.

Como montar:
• Coloque as pedras ou argila dentro do recipiente escolhido;
• Cubra com terra. Se preferir, use a pá;
• Faça a combinação das plantinhas e complete com terra se precisar;
• Atenção! Cuidado com as plantinhas, pois as folhas são bem delicadas e podem se partir;
• Use a criatividade para decorar com pedrinhas, miniaturas e bonequinhos.

Água: O ideal é regar suas suculentas apenas quando o solo estiver completamente seco. Em dias quentes, esse intervalo costuma ser de uma semana, mas pode variar de acordo: com o lugar onde ela está – se recebe muito sol, vento, e com o tamanho do recipiente.

Sol: As suculentas costumam gostar do sol, mas se o seu mini jardim estiver em um recipiente de vidro, atente-se! A luz reflete e deixa o interior com a temperatura muito alta. Opte por deixá-lo no sol apenas no começo da manhã, ou em algum lugar em que a luz seja indireta. Quando em contato direto com o sol, as suculentas tendem a se estressar e mudar de cor e passam a ter tons de vermelho, roxo, amarelo e rosa. Se ela tiver algum desses tons e começas a ficar verde, não se preocupe: é apenas sinal de que ela recebe menor quantidade de luz solar.

Propagação e renovação: A suculenta se propaga por meio das folhas, portanto, se caírem não as retire do recipiente. Assim, novas raízes nascerão. Por estarem confinadas, as plantas nascem em um ritmo mais lento, mas lembre-se de que se estiverem grandes para o espaço, elas devem ser removidas e plantadas em um maior.

1 Anote as dicas!
Há dois tipos de recipientes para se construir um mini jardim: abertos e fechados. Mas, não se esqueça de que cada um deles comporta espécies diferentes e plantas!

*Terrário aberto – podemos cultivar muitos tipos de plantas, desde que tenham a mesma necessidade hídrica. As mais comuns, neste caso, são os cactos e suculentas. Outros tipos como Dedo-de-dama, Lithops, Flor-estrela, Orelha-de-coelho, Planta-coração, Bromélias e Orquídeas de pequeno porte também são bem-vindos. No mini jardim aberto, a água evapora mais facilmente, por isso, requer mais atenção e as regras são mais frequentes.

Terrário fechado – a umidade costuma ser alta e, por isso, esse tipo de recipiente requer plantas que tolerem e apreciem essa condição. As mais indicadas são: Musgo-tapete, Planta-Alumínio, Singônio, Asplênio, Azedinhas, Bromélia-criptantus, Begônia-morango, Hera-sueca, Véu-de-noiva e Espada-de-são-jorge.

2 Escolha o cantinho
Copos, taças, xícaras, recipientes de vidro e vasos quebrados são algumas das opções para montar seu mini jardim. Basta colocar a imaginação para trabalhar que as opções ficam extensas.

3 Descubra mais!
• O Pinterest reúne milhares de ideias que podem ajudar a criar seu próprio mini jardim. Inpire-se e abuse da criatividade para cuidar do seu novo mimo. www.pinterest.com

• A blogueira e apresentadora do programa “Ofina de Thalita”, Thalita Carvalho, é fã dessa moda e sempre traz novidades em seu blog e programa. www.gnt.globo.com

• O site “Os Mini Mundos” mostra que cada elemento dos mini jardins carrega significado e são muito mais do que objeto de decoração. Lá se encontram dicas de como cuidar do mini ecossistema e dos seres vivos que ali habitam. www.osminimundos.com

Fotos: Pinterest e divulgação

Tags