Motivação e inspiração são a essência do tratamento

Vcavalos podem ser fortes aliados no tratamento de diversos problemas? A equoterapia é um método terapêutico que utiliza esse animal como instrumento de reabilitação para pessoas com necessidades especiais, e que apresentam patologias diversas, como: síndrome do pânico, transtornos de ansiedade, personalidade, entre outros.
Na presença do cavalo, um animal de grande porte e de grande carga simbólica, associada a liberdade, força e poder, é possível observar mudanças no comportamento do paciente, ligados à aprendizagem, motivação, memória, sistema nervoso e, também, comunicação interpessoal.
Além disso, ela ultrapassa os limites da metodologia de reabilitação e contribui, também, para as crianças não portadoras de deficiências físicas no aprendizado, na valorização da autoestima e no desenvolvimento psicomotor.

Claudia Poci: é graduada em Sociologia pela PUC SP, cursou Terapia Familiar pelo Instituto de Terapia Familiar de São Paulo e é instrutora de equitação no Instituto Horsoul.

De acordo com Cláudia Poci, intrutora de equitação do Instituto Horsoul “O cavalo é um grande instrumento de educação, pois ensina limites, traz alegria, desenvolve afetividade, autoestima e concentração em pessoas de todas as idades e estágios de desenvolvimento; sendo assim, se temos a possibilidade de promover esse encontro entre cavalos e seres humanos, estamos fazendo a nossa parte para construir uma sociedade melhor, mais humanitária e respeitosa”. Hoje, há instituições e projetos que trabalham com fortemente com a equoterapia, como o Instituto Horsoul localizado na cidade de Itu. Sem fins lucrativos, ele atende famílias em situação de vulnerabilidade social, além de realizar a “equitação terapêutica sistêmica” – método em que os pacientes são tratados de maneira integrada, e realizam o processo junto a outros pacientes, o que reforça o vínculo afetivo. Além disso, é realizado suporte para as famílias, o que melhora no convívio familiar e nas tarefas cotidianas.

O fato da equoterapia ser realizada ao ar livre, fora do ambiente hospitalar, ajuda, ainda mais, a estimular o paciente.

Fonte: Instituto Horsoul
11 99933.1117
contato@institutohorsoul.org

Tags